Ambulante ferida em confusão de torcida recebe apoio de torcedores e dirigentes de clubes potiguares

A ambulante Maria dos Prazeres resolveu trabalhar vendendo lanches nos arredores da Arena das Dunas no dia do clássico entre ABC e América, no último domingo (2), em busca de arrecadar dinheiro para comprar o material escolar das suas filhas e auxiliar nas suas contas.

No meio de uma confusão, em que a torcida organizada do América entrou em confronto com a Polícia Militar, o carrinho em que a ambulante trabalhava foi atingido e ela foi ferida. Policiais que faziam a segurança do local a socorreram, mas todo o material de trabalho de Maria dos Prazeres foi perdido. Diante disto, nesta terça-feira (4), dirigentes do América e torcedores do ABC se mobilizaram para ajudar a mulher.

O presidente do alvirrubro, Leonardo Bezerra, se manifestou sobre o ocorrido e se prontificou a doar o material escolar para as filhas da ambulante.

“Dona Maria dos Prazeres, mais uma brasileira que estava, através da informalidade, trabalhando para poder comprar o material escolar das filhas, foi vítima da violência entre torcidas no último domingo. O América irá presentear as suas filhas com o material escolar que elas escolherem”, publicou em suas redes sociais.

Na tarde desta terça, o material foi entregue a Maria dos Prazeres, e o América divulgou a seguinte nota:

“O futuro passa pela educação. Maria dos Prazeres, como toda mãe brasileira, sabe disso e não mede esforços para garantir esse bem tão precioso para suas filhas.

Infelizmente, no último domingo (2), um confronto que destoa da alegria do futebol impediu Maria de continuar sua jornada para obter dinheiro suficiente para a compra do material escolar de suas filhas.

Na certeza de ver o futebol associado a bons valores como a solidariedade e por acreditar na força da educação e na garra de inúmeros pais e mães brasileiros que lutam diariamente para garantir um futuro melhor para seus filhos, o América Futebol Clube providenciou a aquisição do material escolar completo para a Vitória e Cecília Varela, filhas de Maria.

A ação contou com o apoio do vice-presidente, Ricardo Valério, e da esposa do presidente Leonardo Bezerra, Amanda Bezerra, que representou o mandatário alvirrubro e deu todo o suporte à família, que teve uma tarde diferente, de muita alegria.

O futebol não pode, nem nunca será, ser menor que a violência.”

Já pelo lado alvinegro, torcedores se reuniram para doar dinheiro para a ambulante. Foram entregues R$ 500,00 para auxiliar a vendedora a repor o que foi perdido e quitar seu débitos. Em nota publicada nas redes sociais de uma torcida organizada do ABC, foi enfatizado o significado das organizadas.

“Dona Maria, a senhora que perdeu os salgados no último clássico, para entregá-la (sic) pessoalmente a quantia de R$ 500,00 para ajudar nos compromissos financeiros de sua família. Torcida organizada é isto. Vamos bater nesta tecla enquanto a Garra Alvinegra existir”, escreveram os torcedores.

Além das perdas materiais, Maria dos Prazeres sofreu escoriações em seu corpo, mas passa bem.

Fonte: Agora RN

5 de fevereiro de 2020 - 9:30h

Mega-Sena deve pagar hoje prêmio de R$ 80 milhões

Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.

Quem acertar as seis dezenas no concurso 2.231 da Mega-Sena, que será sorteado hoje (5) à noite em São Paulo, poderá levar R$ 80 milhões. A aposta simples, de seis números, custa R$ 4,50. Para esse tipo de aposta, a probabilidade de ganhar o prêmio é de 1 em 50.063.860.

As apostas podem ser feitas até as 19h em qualquer casa lotérica ou pela internet.

No calendário dos sorteios, a Mega-Sena tem dois concursos semanais, sempre às quartas e sábados. Nas Mega-Semanas, o apostador ganha uma oportunidade extra para concorrer aos prêmios milionários da Mega-Sena. Nessas semanas especiais, os sorteios são realizados às terças, quintas e sábados.

Fonte: Agência Brasil

5 de fevereiro de 2020 - 9:24h

Governo lança campanha para reduzir gravidez na adolescência

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançam a Campanha Nacional de Prevenção à Gravidez na Adolescência

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançaram hoje (3) a campanha Tudo Tem seu Tempo, que visa a educar jovens sobre sexo e gravidez na adolescência. Mais cedo, a ministra publicou no seu Twitter a foto de um outdoor da campanha instalado nos corredores da Câmara dos Deputados e pediu a participação e o apoio das pessoas com o uso da hashtag #TudoTemSeuTempo nas redes sociais. A ação tem como foco duas faixas etárias: de 15 a 19 anos e abaixo de 15 anos.

“Estamos construindo um plano nacional de prevenção do sexo precoce. Essa ação é só o começo. Existem consequências graves, físicas e emocionais para o sexo antes da hora. Vamos fazer cartilhas, vamos para as escolas mostrar arte, música. Vamos cuidar das ‘novinhas’, e não apenas chamá-las para o sexo”, afirmou a ministra Damares.

A ministra afirmou ainda que as ações contam com embasamento de estudos realizados por especialistas de diversas áreas e que são focadas nos melhores interesses dos jovens. “Os jovens e adolescentes são seres pensantes. Eles não são guiados apenas pelo instinto sexual. Acreditar nos jovens é essencial”, concluiu.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, destacou a relevância da ação. “Isso é elemento de discussão, sim. Nós precisamos olhar os números e saber as consequências. É papel de todos que têm uma responsabilidade com os jovens e adolescentes criar uma consciência. Estamos diminuindo os números [de gravidez indesejada] de 15 a 19 anos em 40%. Mas, na faixa etária abaixo de 15 anos, de 2000 a 2016, o número da gravidez infantil permaneceu no mesmo patamar. Nada mudou”, argumentou.

Sobre a orientação de abstinência, Mandetta afirmou que o assunto foi muito discutido internamente e que a orientação educativa para evitar a gravidez infantil deve ser o foco da ação do governo. “O que se diz para uma criança assim [abaixo de 15 anos] a não ser ‘tudo tem seu tempo’? Não é idade de medicalizar, de interferir. A discussão é complexa”, concluiu.

De acordo com nota publicada pelo ministério, a medida é tida como política complementar e faz parte de um pacote de “medidas preventivas e educativas que contribuam para a redução da incidência da gravidez na adolescência”.

O programa faz parte da Semana Nacional de Prevenção à Gravidez Precoce, criada pelo presidente Jair Bolsonaro em janeiro de 2019. A mensagem estimula o adiamento de relações sexuais e orienta jovens a dialogar com a família e a procurar unidades de saúde antes de iniciar uma vida sexual ativa.

Fonte: Agência Brasil

5 de fevereiro de 2020 - 9:23h

Câmara aprova PL com medidas de contenção do coronavírus no Brasil

O Plenário da Câmara dos Deputados, aprova o projeto de lei que aumenta a pena de quem abusa, fere ou mutila cães e gatos

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de hoje (4), em plenário, um projeto de lei (PL) que estabelece regras e medidas para controle, no território brasileiro, da epidemia do coronavírus. Para facilitar uma votação rápida, sem polêmicas e debates prolongados, o projeto trata apenas de medidas referentes ao coronavírus.

A votação ocorreu de forma simbólica, sem registro em painel. O projeto segue para o Senado, onde deve ser votado amanhã (5). O PL, relatado na Câmara por Carmen Zanotto (Cidadania-SC), prevê, entre outros pontos, o isolamento para portadores do vírus ou quarentena para os que tiverem suspeitas de contaminação.

Os cidadãos isolados terão tratamento gratuito e o direito de serem informados permanentemente sobre seu estado de saúde. O projeto também prevê o fechamento de fronteiras, portos e aeroportos para entrar e sair do país e a autorização excepcional e temporária da entrada de produtos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), caso tais medidas sejam necessárias.

Existe um outro projeto sobre epidemias e vigilância sanitária, mais amplo, que deve começar a ganhar forma a partir da próxima semana. O governo desistiu de avançar com esse texto, com 84 artigos, para priorizar a emergência atual. Por isso, um texto mais curto foi entregue aos deputados. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, esteve na Câmara no final da tarde para costurar um acordo com as lideranças da Casa e garantir a aprovação do projeto de lei emergencial.

“O projeto inteiro tem aproximadamente 84 artigos e seria pedir demais que a gente votasse 84 artigos de temas polêmicos numa situação como a de hoje, que é votar um texto enxuto, muito resumido, que se utiliza para esse momento do coronavírus, para essa questão da quarentena, e na segunda-feira a gente revisa e manda o PL para ter a discussão sem ser de urgência”, disse Mandetta.

Os primeiros casos de coronavírus surgiram na cidade de Wuhan, na China. O último boletim divulgado pelo país asiático registrou 20.438 casos e 425 mortes causadas pelo vírus. Fora da China continental, 185 infecções pelo novo coronavírus foram confirmadas em 26 países e territórios.

Atualmente há, segundo lista preliminar do Ministério das Relações Exteriores (MRE), um total de 29 pessoas, sendo 24 brasileiros e 5 chineses, que são cônjuges ou pais dos cidadãos brasileiros, que estão em Wuhan e que requisitaram ser resgatados pelo governo brasileiro. Nenhum apresenta sintomas da doença. Eles serão repatriados em duas aeronaves reservas da Presidência da República. Quem apresentar sintomas compatíveis com o coronavírus não poderá viajar.

Já está definido que os brasileiros que serão trazidos de Wuhan ficarão em isolamento na cidade de Anápolis (GO). Os dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) saem de Brasília amanhã (5), com previsão de chegada em Wuhan na madrugada de sexta-feira (7), para buscar os brasileiros.

Fonte: Agência Brasil

5 de fevereiro de 2020 - 9:21h

Em um ano, Conselho de Educação Física autua 362 academias e flagra 231 profissionais irregulares no RN

O Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região autuou 362 academias e flagrou 231 profissionais irregulares em 2019 no Rio Grande do Norte. Os dados foram divulgados pelo conselho nesta terça-feira (4).

A principal irregularidade encontrada foi a falta de profissionais registrados e habilitados como educadores físicos para trabalharem nesses empreendimentos.

Das 362 academias irregulares encontradas, 237 sequer tinham registro no Conselho Regional de Educação Física. Depois de terem os empreendimentos fechados, empresários responsáveis por 193 dessas academias regularizaram a situação delas. As demais foram denunciadas ao Ministério Público.

Além das academias, 231 pessoas foram flagradas exercendo a profissão também sem registro no conselho. De acordo com o CREF16/RN, a maior parte delas era estudantes do curso. Ao todo, 37 profissionais foram denunciados ao Ministério Público.

O exercício ilegal como educador físico é considerado contravenção penal prevista no Artigo 47 da Lei das Contravenções Penais e a pena varia de 15 dias de prisão a três meses ou multa.

De acordo com o Conselho de Educação Física, o Rio Grande do Norte atualmente conta com 995 academias regulares em atividade.

Fonte: G1 RN

5 de fevereiro de 2020 - 9:19h

Governo do RN anuncia convocação de 600 professores

A governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou nesta terça-feira (04) a convocação de 600 professores que irão compor o quadro efetivo da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (Seec) do Rio Grande do Norte. De acordo com o governo, a chamada será publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (5) e os profissionais devem iniciar suas atividades no 1º bimestre do ano letivo estadual, que começa em 17 de fevereiro.

O governo do Estado afirma que o número de convocados atende às necessidades das Direcs (Diretorias Regionais de Educação e Cultura) e vem se somar aos 14.098 professores ativos.

Esta é a segunda convocação anunciada pela chefe do Executivo estadual, que em 2019 autorizou a contratação de 510 professores efetivos. Segundo o governo, no ano passado foram convocados 600 professores em caráter temporário, a fim de suprir o deficit causado por aposentadorias, licenças-prêmios e afastamentos por problemas de saúde.

Os educadores convocados vão atuar em unidades de ensino espalhadas pelo Rio Grande do Norte, em diferentes áreas de conhecimento, tais como pedagogia (anos iniciais e educação especial), matemática, física, química, ciências biológicas, sociologia, geografia, filosofia, história, artes e línguas (portuguesa, espanhola e inglesa). Após a convocação, os professores têm até 30 dias para tomar posse.

Fonte: G1 RN

5 de fevereiro de 2020 - 9:11h

Walfredo Gurgel reduz para 94 o número de pacientes no corredor; Sesap anuncia medidas para diminuir superlotação

O número de pacientes acomodados em macas e cadeiras nos corredores do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a principal unidade de saúde do estado, diminuiu para 94 nesta terça-feira (4). Na tarde de segunda-feira (3), esse número chegou a ser de 127. Além disso, três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) seguem “presas” na unidade, já que os pacientes estão nas macas dos veículos – 18 ambulâncias chegaram a ficar no local na segunda-feira.

Nesta terça-feira (4), a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) convocou uma entrevista coletiva para apresentar medidas que visam reduzir a superlotação do hospital. Entre essas medidas, estão a transferência para outras unidades de saúde – o Hospital da Polícia Militar e o Hospital Colônia João Machado -, e altas médicas para pacientes com cirurgias eletivas agendadas.

A Sesap destacou ainda que busca fazer até a quarta-feira (5) novas transferências de pacientes com outros procedimentos que os hospitais regionais tenham condições de atender.

Segundo o secretário adjunto da Sesap, Petrônio Spinelli, o Governo do Estado liberou um recurso de R$ 15 milhões extras para investimentos neste momento. O montante visa equacionar a dívida com as unidades de saúde contratadas para a realização de cirurgias eletivas de ortopedia – que são o Hospital Memorial São Francisco e a Prontoclínica Dr. Paulo Gurgel -, e cerca de R$ 3,5 milhões serão usados para pagamento de fornecedores do Walfredo Gurgel. Outro hospital que receberá as paciente para cirurgias é o Deoclécio Marques, em Parnamirim.

“Inicialmente são três ações concretas. Primeiro, os ajustes de financiamento que o estado tinha com os hospitais privados. A segunda é ver a necessidade dos pacientes para ver a viabilidade de eles não precisarem ficar dentro do hospital. E a terceira e mais importante é a relocalização dos pacientes. Eles estão sendo deslocados não só para os procedimentos cirúrgicos em outros locais, mas também para retaguarda de leitos clínicos nos hospitais da rede”, disse Spinelli.

Em relação às transferências de pacientes, o secretário adjunto e os diretores do Hospital Walfredo Gurgel também garantiram que o Hospital Pedro Germano, da Polícia Militar, vai abrir 90 leitos de enfermaria e 10 de UTI. Também serão abertos 40 leitos no Hospital João Machado e 110 novas vagas de UTI em toda a rede.

Segundo o secretário, está em andamento também um chamamento público que busca acelerar cirurgias eletivas – atualmente o déficit é de 10 mil. De acordo com Petrônio Spinelli, elas serão realizadas a partir de março com a melhoria na estrutura do Samu e dos Hospitais Regionais do interior do estado e com iniciativas como o consórcio intermunicipal de saúde.

Fonte: G1 RN

5 de fevereiro de 2020 - 9:08h

Açude Gargalheiras volta a receber água após as chuvas deste sábado

Depois da chuva caída neste sábado (01) no entorno da barragem Marechal Dutra, “Gargalheiras”, na cidade de Acari, o reservatório volta a receber um grande volume de água.

Neste momento ainda é possível ver o rio desaguando com bastante água no manancial.

Logo no início deste ano de 2020, o manancial chegou a receber cerca de 3.274.877,00 de metros cúbicos de água, ou seja 7,37% do seu volume total de 44 milhões.

Fonte: Jair Sampaio

3 de fevereiro de 2020 - 10:13h

Mega-Sena pode pagar 70 milhões de reais no sorteio de hoje

Os apostadores têm até as 19h (horário de Brasília) de hoje (1º) para tentar a sorte na Mega-Sena que está acumulada e pode pagar R$ 70 milhões ao acertador das seis dezenas sorteadas.

As apostas podem ser feitas nas casas lotéricas ou no portal das Loterias Caixa.

A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 4,50.

O sorteio do concurso 2230 será realizado no Espaço Caixa Loterias, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Fonte: Agência Brasil

3 de fevereiro de 2020 - 10:08h

Caern corre contra o tempo para ser atrativa ao capital privado

Com um lucro líquido no exercício fiscal de 2019 pouco superior a R$ 30 milhões, a Companhia de Águas do Rio Grande do Norte (Caern) fará em abril próximo a primeira distribuição de lucros e dividendos, que beneficiará quase que exclusivamente os cofres do Estado, detentor de 99,8% de participação na companhia.

Mas o diretor-presidente da empresa cinquentenária, Roberto Sérgio Linhares, servidor de carreira da Caixa Econômica, quer mais, além de distribuir R$ 17 milhões e juros e dividendos que socorrerão providencialmente os esvaziados cofres do Estado.

Desde que assumiu, em janeiro do ano passado, Linhares se impôs uma meta de tirar o sono: trazer dinheiro privado para a companhia por meio de uma oferta pública de ações (IPO ou Initial Public Offering), o que exigirá mudanças radicais na governança de uma empresa tida por muitos como obsoleta do ponto de vista administrativo, apesar da defesa que Roberto Sérgio faz dos recursos humanos disponíveis.

“Temos pessoas da maior qualidade”, disse ele na última sexta-feira em entrevista ao editor Tiago Rebolo, âncora do programa Manhã Agora, da 97,9 FM.

O desafio de Linhares é transformar uma empresa com uma dívida crônica e muitos equipamentos e adutores caindo aos pedaços, até o final de 2018, para uma empresa sem dívidas (o que ele já conseguiu) e, principalmente, com uma governança comprometida com objetivos e metas comerciais de curto, médio e longo prazos.

Um trabalho hercúleo que, ele garante, não é para esse ano e cujos os resultados não serão também para os próximos dois.

Como a mulher de César, que não basta ser honesta, precisa parecer honesta, a Caern sob a batuta de Linhares precisará dar muito duro para que justifique a iniciativa do governo Fátima Bezerra de não privatizar a empresa, o que poderia render aos cofres do Estado até R$ 1,6 bilhão.

Durante a entrevista à 97,9 FM, o executivo estimou que o IPO minoritário, termo usado para definir uma oferta pública de ações restrita a 49% das ações totais, poderá render entre R$ 350 milhões a R$ 400 milhões.

Para explicar que, apesar da diferença contábil, faz todo sentido o Estado manter o controle da companhia, Roberto Sérgio Linhares apela para uma posição de princípio: não se privatiza um serviço público como a água num estado pobre e com as carências do RN no interior.

Ele sabe que este argumento também soará alto para os investidores, que serão convidados a colocar dinheiro na empresa. Daí o trabalho de formiguinha para preparar a Caern para os novos tempos.

“Antes de mais nada, precisaremos contratar uma consultoria para nos guiar nesse caminho”, admite ele para justificar um processo que ainda tem chão pela frente a percorrer.

Linhares reconhece o tamanho do desafio ao citar a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), que protocolou no final do ano passado prospecto preliminar junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar sua oferta inicial de ações, mas ainda espera ver algum dinheiro privado irrigar seus cofres.

Ao contrário da Caern, onde o controle estatal é quase absoluto, a Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece) tem controle do governo do Ceará, com 88,4%, que divide o restante com a prefeitura de Fortaleza, com 11,4%.

Para vencer essa luta épica, Roberto Sérgio Linhares vem tornando os conselhos da companhia independentes do governo do Estado, bem como se certificou que tanto o conselho fiscal como o comitê de auditoria operassem livres de pressões e contaminação política.

“Hoje, pode-se dizer, temos um comitê de ética ativo e podemos demitir por justa causa e suspender colaboradores que não andarem na linha”, assegura ele, para concluir assim: “Quem for pego levando propina está fora”.

Fonte: Agora RN

3 de fevereiro de 2020 - 10:07h