Polícia Civil descobre que ex-candidato a prefeito no RN forjou o próprio sequestro

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte aponta que o então pré-candidato a prefeito do município de Antônio Martins, João Venâncio Ferreira (PT), forjou o próprio sequestro. O caso ganhou repercussão em setembro passado, após o político sumir por três dias. A investigação do caso descobriu evidências que depõem contra o suposto sequestro.

A principal prova da investigação é um vídeo, gravado por câmeras de segurança, do dia 25 de setembro, que mostra João Venâncio Ferreira, de 73 anos, descendo de um carro na cidade de Pereiro, no Ceará, o político foi localizado — três dias após o suposto sequestro ser informado. O veículo que levou o petista até a cidade pertence a um sobrinho do político.

Segundo a polícia, João Venâncio saiu de Antônio Martins, no Alto Oeste potiguar, por volta das 12h do dia 23 de setembro, e iria até o município de Pau dos Ferros, para registrar candidatura em uma unidade da Justiça Eleitoral.

No entanto, ele resolveu parar na cidade de Serrinha dos Pintos, a 42 quilômetros de Pau dos Ferros. Por lá, ele entrou no veículo do sobrinho. Ainda no dia 23 a caminhonete do político foi encontrada abandonada na estrada. Foi a partir deste momento em que as buscas foram iniciadas pelo político.

De acordo com a Polícia Civil, João Venâncio foi para o município de Milhã, no Ceará, onde se refugiou na casa de parentes. Depois disso, já no dia 25, ele foi até a cidade de Pereiro, com um sobrinho. Foi neste momento em que câmeras de segurança o flagraram saindo do veículo. O político foi até um destacamento da Polícia Militar do Ceará para informar o suposto sequestro.

Ainda no dia 25, policiais civis potiguares, lotados na Delegacia de Alexandria, foram até cidade cearense para trazê-lo de volta ao Rio Grande do Norte.

Após a investigação descobrir provas sobre o sequestro forjado, João Venâncio confessou que elaborou todo o enredo por estar em uma crise de pânico. Com a situação desvendada, o político — que também não irá disputar as eleições deste ano — terá de responder judicialmente por falsa comunicação de crime.

19 de outubro de 2020 - 7:54h

Comprovação de vida para o INSS está suspensa até novembro

A suspensão da prova de vida de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está prorrogada até o dia 31 de outubro, de acordo com uma portaria publicada no Diário Oficial da União. Com isso, quem não fizer o procedimento poderá continuar recebendo seu benefício.

Segundo o item, a prorrogação vale, a princípio, por mais uma competência (outubro de 2020). Assim sendo, só a partir de novembro o beneficiário correrá risco de perder o benefício, caso a medida não seja novamente prorrogada ou caso ele não faça a comprovação de vida.

O INSS esclarece que essa suspensão não prejudicará a rotina e as obrigações contratuais estabelecidas entre o instituto e a rede bancária pagadora dos benefícios. Com isso, a comprovação de vida junto aos bancos deve ser feita normalmente.

Residentes no exterior devem fazer as comprovações de vida junto a representações diplomáticas ou consulares brasileiras no exterior ou por intermédio do preenchimento do Formulário Específico de Atestado de Vida para comprovação perante o INSS. Esse formulário precisa ser assinado na presença de um notário público local e devidamente apostilado pelos órgãos designados em cada país.

19 de outubro de 2020 - 7:49h

Sem biometria, eleitores são obrigados a levar documento com foto para votar

As eleições deste ano não terão a utilização da biometria. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu seguir recomendação apresentada pelos infectologistas que prestam consultoria sanitária para as eleições municipais e excluiu a necessidade de identificação biométrica no dia da votação. Por isso, será obrigatório o porte de documento com foto para que o eleitor possa votar.

Desde 2008 que a Justiça Eleitoral tem utilizado a identificação através da impressão digital nas eleições. No entanto, visando minimizar as aglomerações, haja vista que o processo de identificação biométrica é mais lento, e o contato de várias pessoas na mesma superfície durante a pandemia do novo coronavírus, ficou decidido que as eleições de 2020 não teriam a leitura biométrica.

A decisão foi tomada em julho deste ano, quando o presidente do TSE, Luís Barroso, consultou médicos do Hospital Sírio Libanês, da Fundação Fiocruz e do Hospital Albert Einstein e foi aconselhado a tomar a medida. Além disso, também decidiu aumentar em uma hora o tempo da votação, dispensou mesários com mais de 60 anos, além de se comprometer a fornecer EPIs para os mesários e álcool gel nas áreas eleitorais.

Agora, sem a leitura da impressão digital, fica obrigado que os eleitores levem ao local de votação um documento com foto e no período de validade. RG, passaporte e CNH são alguns dos documentos aceitos

19 de outubro de 2020 - 7:41h

Após quase 20 dias de combate a chamas, bombeiros controlam mais longo incêndio florestal do RN

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte trabalharam quase 20 dias até conseguirem controlar um incêndio florestal de grandes proporções em uma área de serra, na zona rural do município de Serra Negra do Norte, região do Seridó potiguar. Este foi o mais longo incêndio florestal do RN em 2020.

“Depois de vários dias de muito trabalho, conseguimos debelar as chamas e lograr êxito em Serra Negra. Enfrentamos uma área de vegetação densa e de difícil acesso. Lá tudo é serra. Uma colada na outra. O fogo atingia uma e se espalhava. Desde o início, um dos nossos objetivos era impedir que isso acontecesse. Nessa ocorrência, atuamos incansavelmente de forma integrada com o município e a Defesa Civil. Felizmente deu tudo certo e o incêndio foi controlado”, explicou o comandante do 2° Grupamento de Bombeiros, major Alcione Araújo, nesta segunda-feira 12.

Foi no dia 23 de setembro que o Corpo de Bombeiros recebeu o primeiro chamado para a ocorrência. Inicialmente, cerca de 20 bombeiros militares de Caicó e Mossoró foram deslocados para controlar às chamas. Porém, devido as dificuldades, foi necessário um reforço de 22 agentes da capital.

Ainda de acordo com o major Alcione Araújo, o fogo não atingiu casas e tampouco ameaçou a população. “A ocorrência aconteceu em uma área remota do município. Havia algumas casas e fazendas, mas fizemos o trabalho preventivo e graças a Deus não houve perigo, mesmo assim continuamos monitorando a área”, finalizou.

Ainda não é possível dizer a dimensão da área atingida. Ninguém ficou ferido e a causa do incêndio não foi descoberta.

Outro incêndio em Serra Negra do Norte

Esse é o segundo incêndio que ocorre neste ano em Serra Negra do Norte. No mês de agosto, outro incêndio de grande proporção atingiu a Estação Ecológica do Seridó. Na ocasião, os bombeiros passaram quatro dias para apagar o fogo.

abendo que o período de seca do estado do Rio Grande do Norte está se aproximando neste segundo semestre, o Governo do RN, montou uma força-tarefa com vários órgãos públicos que também atuam na defesa do meio ambiente. O objetivo do trabalho em conjunto é prevenir e combater incêndios florestais durante esse período, garantindo a preservação da fauna e da flora.

Diante disso, o Corpo de Bombeiros Militar e o Idema lançaram a Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA), que tem como intuito intensificar as ações contra incêndios florestais por meio de investimento em equipamentos de proteção individual, viaturas operacionais e outras estruturas necessárias para reforçar o trabalho de prevenção e combate. A vegetação seca, os ventos fortes e as temperaturas elevadas têm potencializado incêndios florestais no estado.

Nesse sentido, a Corporação recomenda que a população suspenda a prática de queima de lixo nas proximidades da vegetação para evitar o risco de novos focos de incêndio.

13 de outubro de 2020 - 7:47h

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 6,5 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas neste sábado (10) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. Os números sorteados no Concurso 2.307 foram 16, 33, 38, 46, 53, 55.

A quina teve 45 acertadores e cada um vai receber o prêmio de R$ 41.739,35. Os 2.828  ganhadores da quadra terão o prêmio individual de R$ 948,815. A estimativa de prêmio do próximo concurso, na quarta-feira (14), é de R$ 6,5 milhões.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50. A probabilidade de ganhar o prêmio milionário, com a aposta simples, é de 1 em 50.063.860, de acordo com a Caixa.

13 de outubro de 2020 - 7:44h

Concurso Público com mais de 600 vagas é divulgado pela Prefeitura de Macaíba – RN

Prefeitura de Macaíba, no estado do Rio Grande do Norte, disponibiliza Concurso Público que visa à contratação de 630 profissionais.

É necessário que os candidatos tenham ensino médio/ técnico, superior nas áreas exigidas, registro no respectivo órgão de classe, idade mínima de 18 anos, estejam em dia com as obrigações militares e eleitorais, não tenham sofrido sanção impeditiva do exercício de cargo público, entre outros.

Vagas, salário e carga horária

Há oportunidades disponíveis para os seguintes cargos:

Ensino Médio/ Técnico: Agente Administrativo (50); Agente Comunitário de Saúde (53); Agente de Combate à Endemias (8); Educador Social (5); Fiscal Ambiental (4); Fiscal de Postura (1); Fiscal Urbanístico (4); Orientador Social (12); Técnico de Enfermagem (44); Técnico de Farmácia (3); Técnico de Laboratório (3); Técnico de Raio-X (8); Técnico em Edificações (7); Técnico em Prótese Dentária (1); Técnico de Saúde Bucal (30); Técnico Fazendário (3);

Ensino Superior: Agente de Mobilidade Urbana (16); Analista Municipal – Agronomia (1); Analista Municipal – Biologia (1); Analista Municipal – Ciência Atuarial (1); Analista Municipal – Contabilidade (2); Analista Municipal – Geografia (1); Assistente Social (16); Auditor de Tributos Municipais (3); Cirurgião Dentista – Bucomaxilo-facial (1); Cirurgião Dentista – Clínico Geral (22); Cirurgião Dentista – Endodontista (1); Cirurgião Dentista – Odontopediatria (1); Cirurgião Dentista – Periodontista (1); Cirurgião Dentista – Protesista (1); Cirurgião Dentista – Tratamento de pacientes com necessidades especiais (1); Enfermeiro (25); Farmacêutico (8); Farmacêutico Bioquímico (7); Fiscal de Vigilância Sanitária – Enfermagem (1); Fiscal de Vigilância Sanitária – Farmácia (1); Fiscal de Vigilância Sanitária – Medicina Veterinária (1); Fiscal de Vigilância Sanitária – Nutrição (1); Fiscal de Vigilância Sanitária – Odontologia (1); Fiscal de Vigilância Sanitária – Química (1); Fisioterapeuta (6); Fonoaudiólogo (2); Médico – Acupuntura (1); Médico – Angiologia (1); Cardiologia (3); Médico – Clínico Geral (22); Médico – Clínico Geral Plantonista (22); Médico – Dermatologia (2); Médico – Endocrinologia (1); Médico – Endoscopia (1); Médico – Gastroenterologia (1); Médico – Geriatria (1) Médico – Ginecologia (2); Médico – Hematologia (1); Médico – Infectologia (1); Médico – Mastologista (2); Médico – Medicina do Trabalho (2); Médico – Nefrologia (1); Médico – Neurologia (2); Médico – Oftalmologia (1); Médico – Ortopedia (2); Médico – Otorrinolaringologia (2); Médico – Pediatria (2); Médico – Pneumologia (1); Médico – Proctologista (1); Médico – Psiquiatria (5); Médico – Radiologia (1); Médico – Reumatologia (1); Médico – Ultrassonografia (1); Médico – Urologia (1); Médico Veterinário (1); Nutricionista (6); Pedagogo (11); Professor de Artes (2); Professor de Ciências (10); Professor de Educação Física (10); Professor da Educação Infantil e Anos iniciais (80); Professor de Ensino Religioso (1); Professor de Geografia (4); Professor de História (9); Professor de Informática (4); Professor de Libras (2); Professor de Língua Inglesa (11); Professor de Língua Portuguesa (14); Professor de Matemática (3); Professor Tradutor – Intérprete de Libras (4); Psicólogo (11) e Terapeuta Ocupacional (4).

Vale ressaltar que algumas destas vagas são para profissionais que se enquadrem nos requisitos especificados no edital.

O salário base ofertado varia de R$ 990,00 a R$ 11.630,85 e a carga horária a ser cumprida é de 8 a 40 horas semanais.

Inscrição e seleção

Mediante ao pagamento de taxa no valor de R$ 85,00 e R$ 105,00, os interessados poderão se inscrever a partir das 16h do dia 24 de outubro até às 16h do dia 3 de dezembro de 2020 (horário de Brasília), exclusivamente via internet, no site da Consulplan. O pedido de isenção do valor deverá ser solicitado a partir das 16h do dia 24 até às 16h do dia 28 de outubro de 2020.

Para selecionar os candidatos, será realizada prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, composta por questões de língua portuguesa, matemática, informática e conhecimentos específicos. Também haverá prova de títulos, com caráter meramente classificatório.

A primeira etapa será aplicada na data prevista de 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021. Em caso de empate, a preferência será dada ao candidato que tiver maior idade, dentre os candidatos com idade igual ou superior a 60 anos, até a data de publicação do resultado e classificação deste concurso, conforme artigo 27, parágrafo único, do Estatuto do Idoso (Lei n.º 10.741, de 1.º de outubro de 2003).

Validade

O prazo de validade do presente Concurso Público será de dois anos, contados da homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação por igual período.

13 de outubro de 2020 - 7:31h

Onda de calor não atingirá o RN, diz meteorologista

A onda de calor sentida em vários Estados brasileiros não atingirá o Rio Grande do Norte, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn). O alerta de grau máximo para o aumento da temperatura foi emitido nesta semana pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e colocava o RN entre as unidades federativas a serem afetadas com o aumento brusco da temperatura.

Pelas ruas de Natal, sensação é de que está fazendo mais calor e populares buscam se proteger. Além do Rio Grande do Norte, Estados como a Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, São Paulo e Tocantins também foram alvos do alerta emitido pelo Inmet. Esse aviso, segundo a entidade, aponta para riscos de incêndios florestais nas áreas apontadas e situações de perigo para a saúde dos indivíduos, como ressecamento da pele e desconforto nos olhos, boca e nariz. o Inmet, o alerta foi necessário porque as temperaturas nessas regiões estão 5ºC acima da média nos últimos cinco dias. A instituição recomenda que as pessoas busquem orientação junto à Defesa Civil dos municípios, por meio do número 199. De acordo com o chefe da unidade instrumental de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, as temperaturas registradas nos primeiros dias de outubro mostram que o Estado não sofrerá influência neste momento específico da onda de calor. Com a chegada da primavera, explicou o meteorologista, é natural que haja aumento nas temperaturas em outubro. “Em Natal, nesses oito dias de outubro, tivemos uma máxima de 30 graus. É normal. A mínima variando entre 23, 24 graus, também normal. No interior do Estado, em Caicó, a temperatura máxima chegou a 37,9 e a mínima em 18 graus, dados que estão no Inmet. Essa temperatura máxima e mínima para Caicó também é normal, porque é uma região semiárida e o clima se comporta como um deserto, muito quente durante o dia e muito frio durante à noite”, esclareceu Bristot. Ainda de acordo com o especialista, estudos mostram que, quando o fenômeno La Ñina atua no Oceano Pacífico, há um aumento de temperatura no Sul do país, o que acaba provocando uma condição de normalidade no Nordeste.

Se durante o período chuvoso, a evaporação fica em torno de quatro a cinco litros de água por metro quadrado por dia, nessa época do ano, essa evaporação dobra. A atmosfera está seca, principalmente no período da tarde. Então o fluxo de onde tem mais umidade para onde tem menos é maior. É por isso que se tem maior evaporação nessa época do ano. Diminui a umidade, você tem mais ventos, que faz com que haja um incentivo nessa evaporação”, explicou o chefe da unidade da Emparn, Gilmar Bristot.

9 de outubro de 2020 - 8:14h

RN registra 72.348 casos confirmados e 2.413 mortes por Covid-19

O Rio Grande do Norte tem 72.348 casos confirmados e 2.413 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) nesta quinta-feira (8), outros 316 óbitos seguem sob investigação.

O estado tem ainda 39.982 casos suspeitos e 153.862 descartados. O número de confirmados recuperados chegou a 42.040 e o de inconclusivos, que agora são tratados como “Síndrome Gripal não especificada”, continua em 52.779.

A Sesap informou que 181 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no estado, sendo 153 na rede pública e 28 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 44,49% na rede pública e de 9,8% na rede privada.

O boletim também destaca que o RN realizou 193.243 testes para coronavírus, sendo 94.453 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 98.790 sorológicos.

Números do coronavírus no RN

  • 72.348 casos confirmados
  • 2.413 mortes
  • 42.040 confirmados recuperados
  • 39.982 casos suspeitos
  • 153.862 casos descartados
9 de outubro de 2020 - 8:12h

Continuam as campanhas de vacinação contra pólio e de multivacinação

Continua a campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de até 5 anos. A mobilização vai até o dia 30 de outubro em postos de saúde de todo o país. Os órgãos de saúde alertam que a população deve procurar o serviço mesmo com a pandemia de covid-19, pois a vacina é de extrema importância para manter as crianças imunes à doença. No sábado (17), a vacinação será reforçada com o dia de mobilização nacional.

Desde  de a ultima segunda feira, iniciou-se também a campanha nacional de multivacinação. Crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinados ou com esquemas incompletos de qualquer vacina, devem comparecer às unidades de saúde para atualizar a caderneta de vacinação.

No público-alvo da campanha contra a poliomielite estão crianças menores de 5 anos de idade, com estratégias diferenciadas para crianças com até 1 ano incompleto e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos. A depender do esquema vacinal registrado na caderneta, a criança poderá receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), como dose de reforço ou dose extra, ou a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), como dose de rotina.

A estimativa do Ministério da Saúde é que haja no país 11,2 milhões de crianças nessa faixa etária. A meta é imunizar 95% desse público.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos e, em casos graves, pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. A vacinação é a única forma de prevenção.

A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária são fatores que favorecem a transmissão do poliovírus, por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes.

Não existe tratamento específico para a poliomielite, todas as pessoas contaminadas devem ser hospitalizadas, recebendo tratamento dos sintomas de acordo com o quadro clínico. Entre os sintomas mais frequentes estão febre, dor de cabeça e no corpo, vômitos, espasmos e rigidez na nuca. Na forma paralítica ocorre a súbita deficiência motora, acompanhada de febre, flacidez e assimetria muscular e persistência de paralisia residual (sequela) após 60 dias do início da doença.

No Brasil, o último caso de infecção pelo poliovírus selvagem ocorreu em 1989, na cidade de Souza, na Paraíba. Em 1994, o país recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) a certificação de área livre de circulação do vírus. No cenário internacional, hoje, existem dois países endêmicos para a doença: o Paquistão e Afeganistão.

O Ministério da Saúde orientou a rede pública a adotar medidas de prevenção contra a covid-19, para garantir a segurança das pessoas que comparecerem aos postos.

9 de outubro de 2020 - 8:10h

Eleições 2020: mais da metade dos prefeitos tentarão reeleição

Dos 5.568 municípios que escolherão prefeitos nas eleições deste ano, em 3.383 (61% do total) os atuais gestores concorrerão à reeleição. Outros 1.015 prefeitos poderiam concorrer por estar no primeiro mandato, mas desistiram de tentar um novo mandato. Os dados fazem parte de levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). 

O primeiro turno nas eleições será realizado no dia 25 de outubro e o segundo turno, no dia 29 de novembro. As datas originais eram 4 de outubro e 25 de outubro, mas foram adiadas pelo Congresso Nacional por causa da pandemia de covid-19. 

Ao todo, 19.164 candidatos concorrerão ao cargo de prefeito. Dos atuais prefeitos, 4.398 (79%) estão em seu primeiro mandato e poderiam concorrer a um novo período, mas 1.015 desistiram. 

O levantamento mostra que o percentual de candidatos à reeleição caiu após um período de estabilidade. Em 2016, dos 2.407 candidatos à reeleição, 1.191 se reelegeram (49,48%). Em 2012, dos 2.418 que tentaram a reeleição, 1.512 se reelegeram (62,53%). Na eleição anterior, em 2008, 3.361 prefeitos buscaram a reeleição e desses, 2.101 voltaram ao cargo (62,51%).

Nesses 3.383 municípios onde haverá disputa por reeleição, os candidatos estarão concorrendo aos votos de 88,3 milhões de eleitores. A soma da população dessas cidades é de 123,3 milhões de pessoas.

“Isso demonstra que, em uma parcela bastante significativa do Brasil, os atuais gestores colocam de novo o seu nome na disputa por entender que fizeram uma boa gestão. Temos que aguardar os resultados para saber se essas candidaturas terão êxito”, diz a confederação. 

Capitais

Os prefeitos de 13 capitais brasileiras tentarão a reeleição. Doze estão no segundo mandato e não podem disputar um novo pleito. 

9 de outubro de 2020 - 8:07h