Lista de espera do Sisu será publicada nesta segunda-feira

Estudantes que fizeram a inscrição nas listas de espera de instituições de nível superior que usam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão conferir nesta segunda-feira (10) a ordem de chamada para matrícula que será publicada pelo Ministério da Educação.

A lista de espera é um mecanismo para alocar estudantes em vagas que não foram ocupadas durante a primeira chamada. A escolha de duas opções de curso, assinaladas durante o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), continua valendo.

Para o primeiro semestre de 2020 valerão as notas do Enem 2019. Os resultados das provas, aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, foram divulgados em janeiro na Página do Participante e no aplicativo do Enem. Para acessar, é preciso informar CPF e senha. Ao todo, 3,9 milhões de candidatos participaram de pelo menos um dia de prova do Enem.

O Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. A seleção é feita com base no desempenho no Enem. Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação do exame.

Fonte: Agência Brasil

10 de fevereiro de 2020 - 15:30h

Sisu: MEC libera acesso ao resultado

resultado do Sisu, educação. MEC

O Ministério da Educação (MEC) liberou há pouco o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que estava com divulgação suspensa por ordem judicial . As informações foram liberadas depois de decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na tarde de hoje (28).

Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país. Segundo a pasta, mais de 3,4 milhões de inscrições foram realizadas este ano. Quem não for contemplado agora, poderá participar da lista de espera da segunda chamada, entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro.

O ministério informou também que estarão abertas hoje à noite as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). No cronograma inicial, o término para concorrer às bolsas seria na próxima sexta-feira (31). O MEC decidiu prorrogar o prazo por mais um dia, sábado,1º de fevereiro, para que os candidatos tenham tempo suficiente de se inscreverem.

Por meio de nota, a pasta acrescentou que o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) permanece com o cronograma atual, com inscrições de 5 a 12 de fevereiro.

Fonte; Agência Brasil

29 de janeiro de 2020 - 7:32h

Estudantes potiguares estão preocupados com a suspensão do Sisu e ProUni

Com a liminar de suspensão da divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), estudantes potiguares estão aflitos por não conseguirem acessar o site para saber se foram ou não selecionados para o curso que pretendiam.

O cronograma do Sisu programava esta terça-feira (28) para divulgação do resultado. Agora, a data segue sem previsão. A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para anular a decisão, nesta segunda-feira (27), mas até o momento não teve nenhum parecer.

Wagner Santos, de 19 anos, teve problema na nota de matemática, solicitou a correção ao Ministério da Educação (MEC) e não teve retorno. “Ela foi abaixo da média e não pude me inscrever em nenhum curso de universidade que exigia nota mínima. Estou muito prejudicado com essa situação”, comentou.

Aguardando uma decisão final da Justiça, o estudante Anderson Mendes, de 19 anos, diz que está apreensivo com o resultado, pois alegou depender desta informação para decidir seu futuro. “Eu não tenho muito o que fazer nesta situação, pois só o ministro é quem tem alçada para resolver algo. O jeito é esperar. Mas confesso que estou preocupado com tudo isso”, revelou.

Segundo Anderson, que quer cursar Física, os demais alunos da Escola Estadual Professor Josino Macedo, onde estuda, também estão com o mesmo problema.

Procurada, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte disse que, até o presente momento, não recebeu nenhuma notificação do MEC sobre a suspensão do resultado do Sisu. “Estamos com a informação do calendário anteriormente divulgado. Dessa forma, aguardamos comunicado do Ministério sobre a situação. Nosso cronograma de cadastramento permanece mantido, com início nesta quinta-feira (30)”, detalhou a pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias de Sá.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) também não receberam informações do MEC sobre o assunto e, por enquanto, seguem com o calendário de matrículas normalmente.

A incerteza está presente nos projetos de Joyce Varela, que fez o Enem pela terceira vez. Para ela, não saber do resultado a deixa descrente de seus sonhos. “Depositamos meses de nossas vidas para os estudos com o objetivo de viver melhor, realizar projetos pessoais e profissionais. Ser tratada sem compromisso, não me faz acreditar de que eu possa tentar isso”, desabafa.

Fonte: Agora RN

28 de janeiro de 2020 - 17:25h

Com resultado do Sisu suspenso, UFRN adia recebimento dos documentos de novos alunos

A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Prograd/UFRN) suspendeu temporariamente o recebimento eletrônico prévio da documentação dos alunos ingressantes, que teria início nesta segunda-feira (27), até a divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O resultado era previsto, pelo calendário do Ministério da Educação (MEC), para esta terça-feira (28), mas foi suspenso pela Justiça.

Na noite deste domingo (26), a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Therezinha Cazerta, rejeitou pedido da AGU para derrubar a decisão que suspende a divulgação do Sisu. Com a decisão do TRF-3, segue em vigor a liminar (decisão provisória) concedida pela Justiça Federal de São Paulo – que impede que os resultados sejam divulgados na terça-feira (28).

A divulgação do resultado da seleção está em disputa judicial após o Ministério da Educação (MEC) admitir que houve erro na correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. As notas do Enem são critério para concorrer a uma das 237,1 mil vagas em universidades públicas, disputadas pelo Sisu. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a falha afetou quase 6 mil candidatos.

Procuradas pelo G1, as demais instituições potiguares que têm ingresso pelo sistema unificado informaram que ainda aguardam posicionamento do Ministério da Educação sobre o assunto, mas a situação preocupa. No IFRN, por exemplo, o ano letivo tem início previsto para o dia 6 de fevereiro e instituição considera que poderá começar o período sem os novos alunos matriculados.

De acordo com a pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias de Sá, até a manhã de segunda (26), o MEC não enviou qualquer comunicado sobre alterações de datas, após a suspensão do resultado realizado pela Justiça.

“Estamos com a informação do calendário anteriormente divulgado. Dessa forma, aguardamos comunicado do Ministério sobre a situação. Nosso cronograma de cadastramento permanece mantido, com início nesta quinta-feira, 30”, afirmou.

A Pró-reitoria de Graduação da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) também informou que segue o calendário do MEC e por isso aguarda um posicionamento do ministério. Até a publicação desta reportagem, a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) não tinha um posicionamento oficial sobre possíveis alterações nas datas estabelecidas.

Fonte: G1 RN

27 de janeiro de 2020 - 18:08h

Inscrições do Sisu do 1º semestre estão abertas; estudantes relatam lentidão

As inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2020 estão abertas, pela internet, desde o início da madrugada desta terça-feira (21). Os estudantes têm até as 23h59 (no horário de Brasília) do domingo (26) para acessar o sistema. O prazo se encerraria na sexta-feira, 24, mas foi prorrogado pelo Ministério da Educação (MEC) por causa dos erros nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Na manhã desta terça, candidatos relataram nas redes sociais lentidão e falhas para se inscrever no sistema. Alguns publicaram “prints” de uma mensagem que apontava um “erro inesperado” e pedia para que eles tentassem se inscrever mais tarde. Às 9h, o Sisu era o tema mais comentado do Twitter no País. Até a publicação desta matéria, o MEC ainda não havia se manifestado sobre os supostos problemas.

Em sua conta no Twitter, o ministro Abraham Weintraub publicou um vídeo em que afirma que “o Sisu está funcionando normalmente” e que cerca de 500 mil inscrições já haviam sido feitas.

Nesta edição, serão ofertadas 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. Os interessados devem se inscrever pelo site do Sisu e podem escolher até duas opções de curso. É permitido alterar a escolha durante o período de inscrições. A ordem de preferência de instituição, local de oferta, curso, turno e modalidade de concorrência deve ser especificada.

Fonte: Agora RN

21 de janeiro de 2020 - 13:08h

Estudantes podem se increver no Sisu a partir desta terça-feira

Rio de Janeiro – A Universidade Estadual do Rio de Janeiro(Uerj) volta às aulas. De acordo com os diretores, a decisão pela volta deve-se ao avanço no restabelecimento das condições mínimas de limpeza, manutenção de elevadores e segurança (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre amanhã (21) o calendário dos processos seletivos federais que usam o Enem como critério de seleção. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. O prazo para se inscrever vai até sexta-feira (24).

Para participar do Sisu, é preciso ter feito o Enem 2019 e ter tirado nota acima de zero na prova de redação. Na hora da inscrição no processo seletivo é preciso informar o número de inscrição do Enem e a senha atual cadastrada na Página do Participante.

A nota do Enem está disponível desde sexta-feira (17) tanto no aplicativo, quanto na própria Página do Participante. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na hora da inscrição. Caso o candidato tenha esquecido a senha, pelo próprio sistema é possível recuperá-la.

É essa senha que deve ser usada na hora da inscrição no Sisu. O número de inscrição, que é solicitado também para participar da seleção, está disponível para cada estudante na Página do Participante.

Fonte: Agência Brasil

20 de janeiro de 2020 - 9:06h