Quatro homens são presos por violência contra a mulher na Grande Natal

Quatro homens foram presos na Grande Natal neste sábado (14) por violência contra a mulher, segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Norte. Dois casos aconteceram na Zona Sul da capital potiguar, um em Ceará-Mirim e outro em São Gonçalo do Amarante.

Segundo a Polícia Civil, um homem alcoolizado agrediu a esposa, em Nova Descoberta, Zona Sul de Natal. De acordo com a Polícia, a enteada do agressor chamou a polícia e ele foi preso.

Ainda segundo a corporação, um caso semelhante aconteceu em Candelária, também na Zona Sul da capital potiguar. Policiais informaram que o suspeito já tinha sido denunciado em 2018 pela vítima.

Em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, um homem foi preso após agredir fisicamente a esposa com uma faca. Durante depoimento, ele disse que já responde por outros crimes.

A Polícia Civil também relatou a prisão de um homem que é suspeito de ter estuprado uma garota de programa em Ceará-Mim, também na Grande Natal.

Fonte: G1 RN

16 de dezembro de 2019 - 9:39h

Homem confessa que matou ex-namorada por ciúmes em assalto forjado

Paulo Roberto da Silva, de 36 anos, confessou à Polícia Civil de São Paulo que matou a ex-namorada Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos, em São Miguel, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Em um vídeo feito após a prisão dele em Guarulhos, no estado de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (11), ele afirma que o motivo do crime foi ciúme. O caso aconteceu no sábado 23 de novembro.

“Ela saiu na sexta-feira, ficou com um rapaz, e no outro dia foi que um menino me passou uma foto falando aqueles negócios lá. Ai fui lá e anunciei (o assalto)”, declarou. Segundo a Polícia Civil, o homem se passou por assaltante e atirou na mulher enquanto ela recolhia o dinheiro do caixa da loja onde trabalhava. Ao policial, ele também confessou que atirou.

O principal suspeito pelo crime ainda confirmou que visitou a ex-namorada no hospital e que, nesse momento, já estava arrependido do crime. Veja o vídeo acima.

O homem foi preso na manhã desta quarta-feira (11), em Guarulhos, no estado de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, os investigadores potiguares repassaram informações sobre o suspeito, que acabou detido pelo grupo Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil de São Paulo.

Ele estava escondido na casa de amigos que têm um comércio no município. A informação inicial é de que ele foi encontrado em um galpão. A Polícia Civil ainda afirmou que o homem deixou São Miguel de carro, viajando pelo interior do país. Segundo o delegado Inácio Rodrigues, ele usou um veículo alugado por outra pessoa.

Fonte: G1 RN

12 de dezembro de 2019 - 9:25h

Operação Mão na Bola: MPF e Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão em Natal e Mossoró

Na manhã desta terça-feira (10), equipes da Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão em quatro endereços residenciais da capital potiguar e da cidade de Mossoró. O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou favorável à concessão dos mandados requeridos pela PF, solicitou inclusive a ampliação dos locais (pedidos autorizados pela 2ª Vara da Justiça Federal do Rio Grande do Norte) e irá acompanhar toda a análise das informações coletadas.

As buscas foram efetuadas nos bairros de Areia Preta, Lagoa Nova e Lagoa Azul, em Natal; e Nova Betânia, em Mossoró. Os dados obtidos vão subsidiar as investigações que tratam do possível cometimento de crimes de desvio de finalidade de financiamento (previsto no art. 20 da Lei n. 7.492/1986), de lavagem de dinheiro (artigo 1º da Lei n. 9.613/1998) e corrupção ativa e passiva (artigos 317 e 333, ambos do Código Penal), todos relacionados à construção da Arena das Dunas em Natal. O inquérito policial que trata do caso foi instaurado a pedido do MPF, no ano de 2014, e segue em sigilo.

Fonte: Agora RN

10 de dezembro de 2019 - 13:36h

Policiais penais do RN fazem passeata e cobram negociação com governo

Policiais penais do Rio Grande do Norte fazem uma manifestações na manhã desta segunda-feira (9) em Natal. De acordo com o sindicato que representa dos servidores, o ato cobra o andamento das negociações com o governo do estado a respeito da reforma do estatuto da categoria.

Desde a última semana, os servidores paralisaram o recebimento dos presos nas delegacias de plantão do estado, o que gerou acúmulo de custodiados nesses locais.

Durante a manhã desta segunda-feira (9), os policiais penais fizeram uma caminhada pela avenida Salgado Filho, saindo do shopping Midway Mall no sentido ao Centro Administrativo do Poder Executivo Estadual, fechando o trânsito na via, até a marginal da BR-101, próximo à Arena das Dunas.

Até então chamados de agentes penitenciários, os servidores passaram à categoria de policiais penais, com a promulgação da Emenda Constitucional 104, de 2016, na última quarta-feira (4), pelo Congresso Nacional.

Fonte: G1 RN

9 de dezembro de 2019 - 15:15h

Desvio de R$ 4,5 milhões: MP apura doação irregular de mais de 600 terrenos em município do RN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou nesta segunda-feira (9) a operação Cabresto, que apura a suposta doação irregular de terrenos pela Prefeitura de Jucurutu para fins eleitoreiros. Os casos teriam acontecido próximo ao pleito de 2016. Ao todo, 616 terrenos foram doados, num desvio estimado em R$ 4,5 milhões, de acordo com os investigadores.

Ainda segundo o MP, o ex-prefeito George Retlen Costa Queiroz teria montado uma “central de doação de imóveis”, concedendo direitos reais de uso dos terrenos para várias pessoas, sem observar o procedimento legal, nem a necessidade dos favorecidos, além de não contar com manifestação jurídica, publicidade e autorização do poder legislativo.

Foram cumpridos nas casas dos investigados e na sede de uma empresa, 11 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Jucurutu e Natal, com a participação de 12 promotores de Justiça, 17 servidores e 38 policiais militares.

O G1 não conseguiu contato com o ex-prefeito.

Conforme o MP, do total de terrenos doados, 487 bens públicos foram entregues a particulares nas proximidades da eleição municipal de 2016, quando o ex-prefeito era candidato à reeleição. Ao todo, os bens que teriam sido desviados pelos integrantes do grupo criminoso foram avaliados em R$ 4.546.080,00, com determinação de sequestro de tal valor pelo Juízo da 27ª Zona Eleitoral.

O grupo delituoso teria atuado sob o comando do ex-prefeito e da suposta idealizadora do esquema, uma ex-secretária municipal. Além deles, o MP Eleitoral apura a participação de dois servidores, três vereadores e um empresário. Os vereadores não só teriam auxiliado na concessão de terrenos, como obtiveram imóveis públicos para si ou seus parentes, segundo informou o MP.

De acordo com linhas de investigação, servidores públicos ocupantes de cargos comissionados, familiares de funcionários públicos e outras pessoas que não precisavam de recebimento de imóvel, teriam sido beneficiados pelo esquema de agraciamento de correligionários, em detrimento de pessoas que necessitam de programas habitacionais.

Para tanto, o ex-prefeito atendia pessoalmente os futuros beneficiários em seu gabinete ou até mesmo nas ruas, comunicando a concessão verbalmente e determinando às suas auxiliares que preparassem todos os documentos necessários à concessão, emitindo pareceres ideologicamente falsos sobre renda familiar ou local de moradia dos agraciados.

Ainda de acordo com a investigação, o empresário seria peça importante no esquema criminoso, agindo como se fosse servidor público e realizando atendimentos na sede da Prefeitura, onde concedia imóveis em nome do ex-prefeito. Um servidor era o responsável pela escolha dos terrenos.

Dessa maneira, conforme o MP, o ex-prefeito “doou” vários imóveis públicos a particulares apoiadores ou seus eleitores, sem que as pessoas precisassem, bastando estar do lado político do prefeito.

Ainda de acordo com os promotores, há indícios de que os terrenos foram concedidos diretamente para vereadores, para o empresário e à secretária, utilizando “laranjas”, os quais constaram formalmente como beneficiários.

“O MP Eleitoral agora, diante de todo o conjunto de material probatório, irá debruçar-se sobre o conteúdo apreendido, que servirá para confirmar, ou não, as suspeitas iniciais, sendo o próximo passo do planejamento da investigação a análise global das evidências, no que se resultará em oferecimento da denúncia ou arquivamento dos autos”, informou.

Fonte: G1

9 de dezembro de 2019 - 15:14h

Foragido há um ano, major da PM acusado de pedofilia é preso em Natal

Foragido há um ano, um major aposentado da Polícia Militar acusado de pedofilia em Natal foi preso na tarde deste domingo (8) em um hotel em Ponta Negra, na Zona Sul da capital potiguar. José de Almeida Tavares, de 54 anos, foi levado para o Comando Geral da PM, onde deve cumprir pena.

De acordo com Cidórgeton Pinheiro, delegado da Polícia Civil, há uma sentença condenatória em aberto. “O poder judiciário será comunicado e vai tomar as medidas cabíveis”, disse.

Quem descobriu o paradeiro do homem foi a ex-companheira dele, que não quis se identificar. A mulher disse que José começou a abusar do filho dos dois e da filha dela, enteada do homem, logo após a separação, em 2008.

Segundo a ex-mulher do policial, ela só descobriu o caso quando a filha, que na época tinha 16 anos, contou o que descobriu sobre o padrasto. “Ele mostrou fotos deles nus. Forçava beijo. Meus filhos até hoje não se recuperaram”, disse.

Segundo a mãe das crianças, José Tavares chegou a ser preso em 2016, mas pagou fiança e respondia pelo crime em liberdade. Para ela, ainda há injustiça na acusação do ex-marido. “Ele pegou sete anos e poucos meses no semi-aberto, sendo monitorado por tornozeleira. Ele ainda vai ficar livre”, disse.

Fonte: G1 RN

9 de dezembro de 2019 - 15:13h

Homem é preso transportando 20 quilos de maconha em Acari/RN

Um homem de 27 anos foi preso com 20 quilos de maconha nesta terça-feira (3) na BR-427, em Acari, no Seridó potiguar. A prisão e a apreensão da droga foram realizadas pela Polícia rodoviária Federal (PRF). Um carro da Polícia Militar que passava pelo local deu apoio na condução do homem.

De acordo com a PRF, o suspeito conduzia um Classic quando foi interceptado pelos policiais. Na abordagem, a droga foi encontrada dentro do veículo. O homem disse aos policiais rodoviários que mora na Zona Norte de Natal, e que é formado em Recursos Humanos e está desempregado.

Ele receberia R$ 1 mil para levar os 20 quilos de maconha para Caicó, também no Seridó. Depois de preso, o suspeito foi levado para a Delegacia de Acari.

Fonte: G1 RN

4 de dezembro de 2019 - 8:24h

Polícia Civil apreende carro de suspeito de matar amigo em confusão durante confraternização na Grande Natal

A Polícia Civil apreendeu nesta terça-feira (3) uma caminhonete que pertence a Ailton Berto da Silva, suspeito de ter matado Fantone Henry Filgueira Maia no sábado (30), durante uma confraternização na Grande Natal. Ailton continua foragido.

Os agentes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram mandados de busca e apreensão em duas granjas que ficam em Extremoz, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a Polícia Civil, as ações tiveram objetivo de tentar prender Ailton Berto, no entanto ele não foi encontrado.

O caso
De acordo com as investigações, durante um desentendimento com participantes de uma cofraternização de um chube de jipeiros, Ailton Berto sacou uma pistola e efetuou diversos disparos, atingindo Fantone Henry e mais duas pessoas que estavam no local. Depois disso, o suspeito não foi localizado pela polícia. O crime aconteceu na Praia de Santa Rita, em Extremoz, Grande Natal.

Contra ele já existe um mandado de prisão temporária, expedido pela Justiça, decorrente de um pedido apresentado pela DHPP. Informações que possam colaborar com a prisão de Ailton devem ser enviadas para o Disque Denúncia 181. A secretaria de Segurança garante o sigilo da fonte de informação.

Fonte: G1

4 de dezembro de 2019 - 8:21h

Pedófilo é preso após assediar pela internet e marcar encontro com menina de 13 anos na Grande Natal

Um homem foi preso por tentativa de estupro de vulnerável nesta quarta-feira (27) depois que marcou um encontro pela internet com uma menina de 13 anos em Parnamirim, Grande Natal. O pai da vítima é policial. A mãe dela permitiu que a filha combinasse com o criminoso o encontro, para que ele fosse preso. O homem foi detido em flagrante.

De acordo com a polícia, o pedófilo, que trabalha como atendente e tem 25 anos de idade, assediou a menina pelo Instagram, enviando mensagens. Ele compartilhou vídeos pornográficos com a garota, e também filmagens íntimas de si próprio.

O homem disse que achava a menina bonita e que queria encontrar com ela. Foi quando a vítima combinou horário e local com ele, sob tutela da mãe, que avisou ao pai do ocorrido. Este, por sua vez, acionou a Polícia civil, que efetuou a prisão.

O caso foi levado à Delegacia Especializada de Defesa Criança e Adolescente (DCA), em Natal. Além de tentativa de estupro de vulnerável, o pedófilo também foi enquadrado nos crimes de compartilhamento de conteúdo pornográfico e prática de atos libidinosos com crianças e adolescentes.

Fonte: G1 RN

28 de novembro de 2019 - 7:40h

Jovem anuncia videogame em site de vendas e é morto a tiros quando vai entregar o produto

Um jovem de 23 anos foi assassinado na noite desta segunda-feira (25) no Planalto, Zona Oeste de Natal. Eduardo Ribeiro foi ao local entregar um videogame que tinha anunciado em um site de vendas. Ao chegar ao local combinado, dois criminosos anunciaram o assalto, a vítima reagiu e foi morta com um tiro à queima roupa.

De acordo com a PM, o crime deve ser investigado como latrocínio, já que os bandidos fizeram uma emboscada e moradores ouviram a abordagem. “Segundo a vizinhança, os meliantes pediram a bolsa e ele se negou a entregar. Nessa negativa de dar a bolsa eles atiraram”, relatou um policial militar que pediu para não ser identificado.

Uma moradora da rua onde o crime aconteceu, que também não quis se identificar, relatou o que escutou na hora do crime. “Eu só ouvi uma pessoa pedindo a bolsa. Não deu para ouvir se era assalto. Só dava para ouvir que eles pediam a bolsa. E em seguida um barulho que parecia um tiro”, contou.

Eduardo Ribeiro morreu na hora. Além do videogame, eles roubaram a motocicleta da vítima, mas deixaram para trás o capacete e o celular de Eduardo. No aparelho, foram encontradas mensagens da negociação do produto que podem ajudar a polícia na investigação.

O Policial Militar alertou para a negociação de produtos pela internet, que virou prática comum. “Eu quero registrar aqui pras pessoas que gostam de fazer comercialização através de aplicativos na internet para que tenham cuidado”, recomendou.

Fonte: R7

26 de novembro de 2019 - 9:59h