Seap realiza operação que fiscaliza detentos com tornozeleira eletrônica em cinco municípios do RN

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) realizou nesta quinta-feira (13), nas cidades de Caicó, Currais Novos, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó e Jucurutu, na Região Seridó do Rio Grande do Norte, a quarta fase da operação “Tolerância Zero”. Sessenta policiais penais fiscalizaram 54 apenados do regime semiaberto que usam tornozeleira eletrônica.

A ação tem o objetivo de verificar se os monitorados estão cumprindo as determinações da Justiça em relação ao uso da tornozeleira eletrônica. Verifica-se, por exemplo, se o equipamento está fixado na perna e funcionando corretamente.

Os policiais também averiguam se os presos do regime semiaberto estão se recolhendo à noite no horário estabelecido na decisão judicial. Em caso de descumprimento, o juiz das Execuções Penais é informado e o detento pode regredir do regime de cumprimento da pena.

Para o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, a operação “Tolerância Zero” contribui na redução dos índices de criminalidade e evita a reincidência criminal.

“Essa ação é uma política de Estado. Determinação da governadora Fátima Bezerra e tem dado bons resultados. O número de violações da tornozeleira eletrônica caiu bastante depois da intensificação da operação”, disse Pedro Florêncio.

Currais Novos foi o ponto de partida do efetivo. Para o prefeito Odon Júnior, a fiscalização e o monitoramento traz maior sensação de segurança para a população.

“Escolher Currais Novos para sediar essa quarta etapa mostra a importância do município no cenário estadual no ponto de vista administrativo. E essa ação não vai parar por aqui. Estamos dialogando em outros projetos como o trabalho dos presos envolvendo ações em prol da sociedade”, disse.

Em passagem por Currais Novos, o secretário Pedro Florêncio visitou os juízes da Comarca, Ricardo Antônio e Marcus Vinícius, para explicar os detalhes da operação.

Segundo o secretário, todo efetivo empregado na operação foi extra, composto por policiais penais voluntários e remunerados com diárias operacionais. A rotina de segurança das unidades prisionais não foi alterada.

Fonte: Agora RN

14 de fevereiro de 2020 - 10:26h

Menina de 4 anos e adolescente baleados em Rio do Fogo morrem no hospital

A menina Hyslla Beatriz da Silva Araújo, de 4 anos de idade, e o adolescente Deymerson Vinícius da Silva, de 16, morreram neste domingo (9), no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, após serem baleados em um atentado na noite deste sábado (8), em Punaú, distrito de Rio do Fogo.

Hyslla levou um tiro na cabeça e foi encaminhada para o hospital junto com o seu tio, Deymerson, ainda no sábado. Ambos não resistiram aos ferimentos e morreram no dia seguinte ao ataque.

A mãe de Hyslla, que também foi baleada no atentado, segue internada no Hospital Walfredo Gurgel em estado grave. A Polícia Civil investiga a motivação do crime. Até o momento, ninguém foi preso.

Fonte: Agora RN

10 de fevereiro de 2020 - 15:37h

Quadrilha explode caixa eletrônico e troca tiros com a PM na Grande Natal

Bandidos explodiram um caixa eletrônico de uma agência da Caixa Econômica Federal e trocaram tiros com a Polícia Militar, na madrugada desta quinta-feira (6), em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Apesar da rápida ação policial, nenhum criminoso foi preso.

De acordo com a PM, pelo menos seis assaltantes participaram da ação criminosa, alguns armados de fuzil. Os bandidos ao perceberem a presença da polícia na agência bancária, realizaram diversos disparos contra as viaturas, quando iniciou a troca de tiros.

Segundo o porta-voz da PM, tenente-coronel Eduardo Franco, apesar do efetivo policial não ser grande, os militares não recuaram diante do forte armamento da quadrilha.

“Mesmo com o efetivo não tão grande, a equipe que estava na ação ontem conseguiu agir rapidamente e bater de frente com a quadrilha”, contou.

A polícia ainda investiga se foi levada alguma quantia em dinheiro da agência bancária e segue em busca dos criminosos.

Fonte: Agora RN

6 de fevereiro de 2020 - 10:33h

Homem teve sua moto roubada na zona rural de Currais Novos/RN

O assalto aconteceu por volta das 19h desta quarta-feira (05), em uma estrada carroçável que dá acesso a Frei Martinho PB, no sítio Maniçoba, zona rural de Currais Novos, região Seridó Potiguar do RN.

Um cidadão de Currais Novos, teve sua moto tomada de assalto,  final da placa 5F66. A vítima contou para polícia, que dois homens em uma moto, encostaram na moto dele e o garupa apontou uma arma obrigando ele a parar, em seguida tomaram sua moto e fugiram com destino a Currais Novos.

Quem souber de alguma informação basta ligar para polícia através do 190, a ligação poderá ser anônima.

Fonte: CN Polícia

6 de fevereiro de 2020 - 10:25h

PRF apreende 91 quilos de maconha após perseguição na BR-304 em Mossoró

Um total de 91 quilos de maconha foram apreendidos após uma perseguição policial que aconteceu na noite desta quarta-feira (5) na BR-304 em Mossoró, na região Oeste potiguar. O caso aconteceu por volta das 19h30 no quilômetro 57 da rodovia, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a corporação, os policiais realizavam fiscalização em frente à unidade operacional do município, quando um carro modelo Punto passou com velocidade acima da permitida para o local. Apesar da ordem de parada, o condutor não atendeu e tentou fugir.

Por causa da desobediência à ordem, uma perseguição foi iniciada. Depois de aproximadamente dois quilômetros, o motorista perdeu o controle da direção e o veículo saiu da pista. Apesar disso, os ocupantes conseguiram fugir pelo matagal e abandonaram o carro.

Ainda de acordo com a PRF, os policiais abriram a porta do carro e encontraram três pacotes grandes contendo 108 tabletes da droga, sobre o banco traseiro.

O veículo tem placas da cidade de Campina Grande, na Paraíba, e não possui registro de roubo. Foi encontrada ainda uma carteira de identidade de um homem de 30 anos, natural da cidade paraibana.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Mossoró.

Fonte: G1 RN

6 de fevereiro de 2020 - 10:23h

‘Cena deplorável que mancha o esporte do RN’, diz Polícia sobre confusão antes do Clássico-Rei

Um policial militar, um cavalo do regimento de cavalaria da corporação e uma vendedora ambulante ficaram feridos após uma confusão antes da partida entre ABC e América, na Arena das Dunas, Zona Sul de Natal, neste domingo (2). Segundo a Polícia Militar, integrantes de uma torcida organizada jogaram rojões em direção aos policiais.

O ABC venceu o América-RN por 2 a 1 pela Copa do Nordeste. Com o resultado, o time alvinegro venceu a primeira partida na competição. Com um minuto de jogo Wallyson abriu o placar para o ABC. No segundo tempo, Tiago Orobó empatou o jogo para o América. Três minutos depois de entrar, Igor Goularte fez o segundo do alvinegro e decretou a vitória para a equipe abecedista.

De acordo com a polícia, membros de uma torcida organizada atiraram rojões em direção a policiais militares no entorno do estádio. Durante a confusão, um cavalo foi atingido, se assustou e derrubou o militar que estava montado nele. Segundo a PM, uma vendedora ambulante também foi atingida e teve escoriações leves.

Em entrevista, o Tenente-Coronel Franco, da Polícia Militar, disse que o caso colocou em risco a segurança das pessoas que estavam no local. “Foi uma cena deplorável que mancha o esporte do Rio Grande do Norte. Uma cena dantesca que colocou em risco a integridade das pessoas”, disse.

Segundo a polícia, o militar que estava montado no cavalo caiu e teve uma luxação no ombro. De acordo com a corporação, o cavalo também teve ferimentos e está sob os cuidados dos veterinários da polícia. A PM diz que tem imagens e tenta localizar os envolvidos na confusão antes do Clássico-Rei.

Ainda conforme informações do Tenente-Coronel, a polícia deve tomar medidas administrativas e legais contra torcidas organizadas. “Vamos tomar medidas necessárias para que fatos dessa natureza não aconteçam. Possivelmente uma das vertentes do que vamos postular é de [jogos com] torcida única”, adiantou.

Fonte: G1 RN

3 de fevereiro de 2020 - 10:02h

Governo divulga lista de criminosos mais procurados do país

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro; participa do lançamento do canal exclusivo para receber denúncias de atos ilícitos praticados contra a administração pública

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou hoje (30) uma lista com os 26 criminosos mais procurados no país. A lista, que será permanente, envolve pessoas acusadas de crimes graves e violentos, que estão com mandados de prisão em aberto e são ligados a organizações criminosas. A lista está disponível no site do ministério e será atualizada mensalmente.

“São indivíduos extremamente perigosos, com mandados de prisão, seja decorrente de condenação, seja decorrente de prisões cautelares.Alguns deles, não se exclui a possibilidade, estão foragidos no exterior, e a divulgação dessa lista tem a virtude de facilitar que esses indivíduos sejam encontrados e os mandados de prisão sejam cumpridos” , disse o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, na divulgação da lista.

Segundo o ministério, a lista de procurados foi feita com base em informações obtidas com as áreas de segurança estaduais e a partir de 11 critérios objetivos, como posição de liderança em organização criminosa, capacidade financeira para investir em atividades criminosas, atuação interestadual e internacional, entre outras.

Segundo Moro, a lista é importante para facilitar as prisões dos criminosos para que possam cumprir as penas e enfraquecer a atuação dos criminosos.

Fonte: Agência Brasil

31 de janeiro de 2020 - 8:48h

Em dois anos, 43 pessoas são resgatadas de trabalho escravo no RN

Condições degradantes de trabalho, sem local para dormir, alimentar-se e pausas para descanso, além da imposição de dívidas que limitam a liberdade, foram situações encontradas em operações que resultaram no resgate de 43 trabalhadores de condições análogas às de escravos entre 2018 e 2019 no Rio Grande do Norte, segundo o Ministério Público do Trabalho. De acordo com o órgão, a soma supera todos os casos registrados desde 1995.

Os números são um alerta, no Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, lembrado em 28 de janeiro, porque superam o total de casos registrados entre 1995 e 2017. Nesse período de 22 anos, 36 trabalhadores tinham sido resgatados em situação análoga à escravidão no estado.

As operações realizadas em 2018 e 2019 flagraram “condições de vida e trabalho que aviltam a dignidade do ser humano e caracterizam situação degradante”, de acordo com um dos relatórios dos procuradores.

As forças-tarefas se concentraram em cerâmicas e na extração da palha da carnaúba, atividades encontradas na região do Vale do Assú, área de competência da Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Mossoró.

Nenhum trabalhador encontrado nas frentes da carnaúba, por exemplo, havia sido registrado. Os arregimentadores também não forneciam quaisquer equipamentos de proteção individual, apesar dos riscos que envolvem a atividade, e não havia qualquer controle de jornada de trabalho.

Os gastos com alimentação eram descontados dos trabalhadores e, ao final de cada quinzena, cada um recebia entre R$ 300 e R$ 350, de acordo com a produção da equipe.

Em uma das frentes, foram encontrados trabalhadores obrigados a dormir no interior do baú de caminhão velho, que também servia como local de moagem.

De acordo com a procuradoria, os trabalhadores dessas frentes são, na maior parte das vezes, contratados em outras cidades e transportados irregularmente em grupos para as propriedades onde atuam, ficando alojados nesses locais ou nas proximidades. Os “ranchos” são os locais que eles identificam com sombra de árvores para armar redes para descanso e pernoite, e para preparar e fazer as refeições. Nos espaços encontrados pelas operações, não havia nenhum tipo de estrutura física, seja de alvenaria, madeira ou outro material, para servir de alojamento.

Fonte: G1 RN

28 de janeiro de 2020 - 17:20h

Acordo entre Governo e MPRN prevê convocação de mais candidatos aprovados no concurso da PM

O Governo do Estado e o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) assinaram um termo de ajustamento de conduta (TAC) para convocar mais uma turma com candidatos aprovados para o curso de formação de praças da Polícia Militar. A medida visa ampliar a quantidade de mulheres, segundo o governo. Já segundo o MP, o objetivo é reduzir o déficit da corporação.

Apesar de o edital prevê mil vagas, deverão ser convocados os 1.339 aprovados nas seis etapas. O documento, no entanto, só prevê início do novo processo de formação 2021.

O acordo legal foi assinado na sexta-feira (24) pela governadora Fátima Bezerra e a procuradora-geral de Justiça adjunta Elaine Cardoso. O TAC atende uma demanda apresentada pelas mulheres desde a abertura do concurso em 2018, pois o edital, seguindo uma legislação da década de 1990, reservou apenas 62 das mil vagas para mulheres. A nova turma de formação, segundo o termo, incluirá todos os aprovados nas seis etapas da seleção que não entraram na primeira chamada.

A quantidade de candidatos aprovados que serão chamados para a turma de 2021 ainda será definida, pois depende diretamente do prosseguimento da atual formação. Ao fim do processo seletivo foram aprovadas 1339 pessoas, sendo 1070 homens e 268 mulheres.

O curso de formação dos alunos-soldados foi iniciado na primeira semana de janeiro. Desde 2005 o Estado não realizava um processo de formação para o quadro de praças da PM-RN. Os novos soldados homens e mulheres vão ajudar a diminuir o déficit de pessoal. Atualmente, a Polícia Militar contar com pouco mais de 7,3 mil agentes ativos.

O curso terá 240 dias letivos, com a previsão de encerramento em meados de setembro. As aulas de instrução estão sendo realizadas no Centro de Formação de Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) da PM-RN e no Centro de Atenção Integrada à Criança (Caic).

Fonte: G1 RN

27 de janeiro de 2020 - 18:10h

PMs sofrem tentativa de assalto, trocam tiros com bandidos e capotam carro durante perseguição no RN

Policiais militares capotaram um carro após trocar tiros com criminosos que tentaram os assaltar na manhã desta quinta-feira (23) em João Câmara, na região Agreste potiguar. De acordo com a Polícia Civil, os bandidos conseguiram fugir.

Ainda segundo informações da Polícia Civil, a quadrilha havia tentado roubar uma moto em Poço Branco, que fica a 65 km de Natal, e conseguiu tomar um carro em Taipu, também no interior do Rio Grande do Norte.

Em seguida, conforme o relato policial, os suspeitos dos crimes tentaram abordar dois policiais militares que viajavam de Natal para João Câmara.

De acordo com a corporação, durante a abordagem dos criminosos houve troca de tiros e os policiais começaram uma perseguição em alta velocidade. Na ação, os militares acabaram capotando o veículo e os bandidos bateram o carro em que estavam, que era roubado.

Após o acidente, os militares ficaram feridos, mas sem gravidade. Os bandidos abandonaram o veículo e conseguiram fugir.

Fonte: G1 RN

24 de janeiro de 2020 - 8:47h