Brasil registra 3,8 milhões de casos do novo coronavírus

O Ministério da Saúde divulgou hoje (30) novos números da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 3.862.311 casos confirmados da doença e 120.828 mortes registradas. Os casos recuperados somam 3.031.559.

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 16.158 novos casos e 366 mortes.

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, 803.404, e 29.978 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (256.062 casos e 5.344 óbitos), Rio de Janeiro (223.302 casos e 16.027 óbitos) e Minas Gerais (215.050 casos e 5.326 mortes)

De acordo com o Ministério da Saúde, 2.772 casos estão em investigação.

Fonte: Agência Brasil

31 de agosto de 2020 - 8:08h

RN participará de testes de vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta terça-feira, 18, os testes de fase 3 da vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson no Brasil, o Rio Grande do Norte está incluso entre os estados selecionados para o estudo. A pesquisa prevê a inclusão de até 60 mil voluntários, com mais de 18 anos, sendo 7 mil no País – além do RN os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Bahia também participarão do teste.

De acordo com a Anvisa, o teste inclui a aplicação de dose única do imunizante ou placebo. O recrutamento dos voluntários será de responsabilidade dos centros que conduzirão a pesquisa.

Ensaio clínico
O ensaio clínico estudará a potencial vacina denominada Ad26.COV2.S, que é composta de um vetor recombinante, não replicante, de adenovírus tipo 26 (Ad26), construído para codificar a proteína S (Spike) do vírus SARS-CoV2.

Os dados que embasaram a autorização da Anvisa incluíram estudos não clínicos com a vacina e dados não clínicos e clínicos acumulados de outros imunizantes que utilizam a mesma plataforma Ad26. Os estudos de fase 1 e 2 com a vacina candidata foi iniciado em julho nos Estados Unidos e Bélgica.

O ensaio clínico fase 3 aprovado será conduzido em etapas e cada etapa só será iniciada se os resultados que estiverem disponíveis no momento, obtidos do estudo de fase 1/2 e do próprio estudo de fase 3, sejam satisfatórios para continuidade do estudo.

Este é o quarto estudo de vacina contra o novo coronavírus autorizado pela Anvisa no Brasil. No dia 2 de junho, a Agência autorizou o ensaio clínico da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido; no dia 3 de julho, o da vacina desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã; e no dia 21 do mesmo mês, o da vacina desenvolvida pela BioNTech e Pfizer.

Fonte: Agora RN

18 de agosto de 2020 - 15:25h

Covid-19: Brasil registra mais 23.101 casos confirmados, 72,8% conseguiu se recuperar da doença

O balanço divulgado hoje (16) pelo Ministério da Saúde mostra 620 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 107.852 vidas perdidas para o vírus desde o começo da pandemia. Além disso, foram registrados 23.101 novos casos, totalizando 3.340.197 casos acumulados, sendo que 2.432.456 (72,8%) são de pessoas já recuperadas.

Covid nos estados
Os estados com mais registro de mortes por covid-19 são: São Paulo (26.852), Rio de Janeiro (14.562), Ceará (8.133), Pernambuco (7.188) e Pará (5.940). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Tocantins (511), Roraima (568), Acre (576), Amapá (613) e Mato Grosso do Sul (626).

Os estados com mais casos confirmados da doença são: São Paulo (699.493), Bahia (216.030), Ceará (197.619), Rio de Janeiro (194.279) e Pará (177.969). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Acre (22.548), Mato Grosso do Sul (36.836), Tocantins (36.989), Amapá (39.518) e Roraima (39.623).

Fonte: Agência Brasil

17 de agosto de 2020 - 7:32h

RN chega a 45.184 casos confirmados de Covid-19 e 1.636 mortes pela doença

O Rio Grande do Norte chegou à marca de 45.184 casos confirmados do novo coronavírus desde o início da pandemia. Além disso, o estado soma 1.636 morte por Covid-19 durante este período. Os dados foram atualizados no boletim da doença da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta quarta-feira (22).

O aumento nas últimas 24 horas foi de 917 novos casos confirmados e de 15 novos óbitos registrados. No boletim de terça-feira (21), o estado tinha 44.267 casos confirmados e 1.621 óbitos.

De acordo com o relatório desta quarta, o Rio Grande do Norte ainda 57.202 casos suspeitos e 69.857 descartados. Ao todo, 200 mortes estão sob investigação.

O número de recuperados da doença também subiu para 17.457 – 1.235 a mais que os 16.222 divulgados no boletim anterior.

Am relação às internações, 496 pessoas seguem internadas com Covid-19 no RN, sendo 340 na rede pública e 156 na rede privada. Em relação aos leitos críticos (semi intensivo e UTIs), a taxa de ocupação na rede pública é de 86,05% e na rede privada de 49%.

De acordo com o boletim, o RN já realizou 122.585 testes do novo coronavírus, sendo 53.984 RT-PCR e 68.601 testes sorológicos.

Números do coronavírus no RN

45.184 casos confirmados
1.636 mortes
17.457 confirmados recuperados
57.202 casos suspeitos
69.857 casos descartados

Fonte: G1 RN

23 de julho de 2020 - 10:49h

Municípios gastaram menos de 10% para combater a Covid-19

As 167 prefeituras municipais do Rio Grande do Norte informaram R$ 184 milhões em receitas para ações de combate à crise da Covid-19 até o último dia 15 de junho. No entanto, deste montante, apenas R$ 12 milhões resultaram em despesas diretas relacionadas com a doença. Ou seja, desde março, data que marca os primeiros registros de infecção pelo novo coronavírus entre os potiguares, apenas 6,5% dos recursos foram utilizados pelos municípios para o combate da pandemia.

Os dados foram compilados pelo sistema Confúcio, do Ministério Público do Rio Grande do Norte, que verifica os Portais de Transparência dos Municípios acompanhando a execução orçamentária especialmente dos gastos com ações de serviço de saúde e de combate ao novo coronavírus.

A análise foi feita uma semana após os municípios potiguares receberem a primeira parcela – de um total de quatro – do socorro financeiro do Governo Federal para estados e municípios. As prefeituras norte-rio-grandenses vão receber, ao todo, R$ 350 milhões. Já o Governo do Estado vai receber R$ 597 milhões.

De acordo com os dados analisados pela reportagem do Agora RN, a Prefeitura do Natal apresentou o maior volume de receitas destinadas para os serviços de saúde e demais atividades relacionadas com a crise da Covid-19. Até aquele momento, a cidade tinha registrado R$ 119 milhões em receitas, mas só havia gasto 1,8% deste valor, o que representa pouco mais de R$ 2,2 milhões.

Na última semana, Natal recebeu a primeira parcela do socorro financeiro, o que representou um valor total de R$ 22 milhões. Por obrigação, a verba terá de ser usada para apoiar a capital nas ações relacionadas com a pandemia.

De acordo com o Portal da Transparência de Natal, os gastos diretos com a Covid-19 foram feitos pelas secretarias municipais de Saúde, Educação e Assistência Social. A área de saúde foi responsável pela maior parte das despesas. Ao todo, foram pagos R$ 1,02 milhão para empresas de insumos hospitalares e de prestação de serviços terceirizados.

De acordo com o levantamento, o município que mais gastou em comparação com as receitas foi Francisco Dantas, localizado na região do Alto Oeste potiguar. A cidade registra R$ 66 mil em receitas para a Covid-19, mas já efetuou R$ 169,8 mil em despesas para combater a doença. Os recursos para a compra de insumos e para a manutenção das unidades de saúde do município.

A análise aponta ainda os gastos feitos por habitante. A prefeitura de Bodó, na Seridó, lidera o quesito, com despesa de R$ 86,12 por habitante. Natal, segundo a análise, tem gasto total de R$ 2,5 por habitante. O menor gasto verificado foi o do município de São Francisco do Oeste, no Alto Oeste, com R$ 0,41.

Fonte: Agora RN

17 de junho de 2020 - 8:18h

Isolamento social rígido deve ser prorrogado até 24 de junho no RN

O secretário adjunto de saúde, Petrônio Spinelli, comentou que a vigência do isolamento domiciliar, do distanciamento social e das regras para funcionamento das atividades essenciais serão mantidas até 24 de junho. A prorrogação de oito dias será determinada via decreto.

A medida visa evitar aglomerações e, por efeito, o aumento da disseminação da Covid-19 através das ações adotadas pelo Governo do Rio Grande do Norte, como o programa Pacto pela Vida, que realiza fiscalização nas ruas e estabelecimentos comerciais.

Spinelli detalha, ainda, que as medidas executadas em conjunto com a maioria dos municípios potiguares, apresenta resultados positivos que se traduzem nos números da Covid-19. Segundo o secretário, o quadro começa a registrar uma leve redução na pressão por leitos de UTI no interior, especialmente nos municípios onde as prefeituras entraram em colaboração com a administração estadual para ampliar a assistência à doença.

Já o secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo Xavier, esclareceu que a prorrogação das medidas também adia a implantação do Plano de Retomada das Atividades Econômicas. O plano está pronto e foi amplamente discutido com o setor produtivo. Mas para que seja iniciado duas condições precisam ser atendidas por recomendação do Comitê Científico, que assessora o Governo do RN, e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A primeira é a redução abaixo de 1 da taxa de transmissibilidade. Ou seja, as autoridades de saúde precisam comprovar que cada pessoa infectada transmite o vírus para menos de uma pessoa. Hoje esta taxa no RN é de 1,5, segundo estudos do Comitê Científico.

A segunda condição é que a taxa de ocupação de leitos estabilize em até 70%. Nesta terça-feira (16) está, em média, acima de 90%. “Sem estas condições atendidas não poderemos iniciar o plano de retomada das atividades normais”, afirmou Carlos Eduardo.

Fonte: Agora RN

17 de junho de 2020 - 8:17h

Sete municípios do RN não registram casos confirmados de coronavírus

Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, apenas 7 não têm casos confirmados de coronavírus. Todos ficam no Oeste potiguar. Até sábado (13), o estado registrava 13.789 casos confirmados da doença, 533 óbitos, e 1.993 pacientes recuperados.

O boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) aponta 11 cidades sem casos confirmados de Covid-19, porém, 4 já têm casos registrados, mas a notificação não consta no sistema da Sesap: Pedra Preta (4), Serrinha dos Pintos (2), Sítio Novo (1) e Triunfo Potiguar (6).

Dos 7 municípios sem casos confirmados de Covid-19, 5 têm menos de 5 mil habitantes. Todas as cidades têm ou já tiveram casos suspeitos de coronavírus.

Veja as cidades que não têm casos confirmados de coronavírus:

  • Água Nova ( 3.252 habitantes)
  • João Dias (2.654 habitantes)
  • José da Penha ( 5.951 habitantes)
  • Major Sales (4.020 habitantes)
  • Rafael Fernandes (5.098 habitantes)
  • Riacho de Santana (4.204 habitantes)
  • São Francisco do Oeste (4.228 habitantes)

Fonte: G1 RN

14 de junho de 2020 - 19:11h

Fátima quer decretar feriado no RN na sexta (12) para estimular isolamento social

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte marcou para a sessão desta quarta-feira (10) a votação de um projeto de lei que autoriza a governadora Fátima Bezerra a antecipar, por decreto, feriados estaduais instituídos por lei. A medida, se aprovada, vai valer enquanto perdurar o estado de calamidade pública provocado pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a assessoria do Governo do Estado, caso a Assembleia aprove o projeto nesta quarta, Fátima vai editar um decreto adiantado o feriado criado para homenagear os Mártires de Uruaçu e Cunhaú. A celebração acontece anualmente no dia 3 de outubro, e a intenção da governadora é antecipar o feriado para sexta-feira (12).

Se isso for confirmado, o Rio Grande do Norte terá um “feriadão” nos próximos dias, já que quinta-feira (11) é feriado nacional de Corpus Christi. A intenção da proposta é estimular o isolamento social, única estratégia eficaz, segundo os especialistas, para conter o avanço da pandemia do coronavírus.

“A antecipação dos feriados poderá incentivar a adesão da população ao cumprimento das regras de isolamento social. Ademais, após o fim do estado de calamidade, cada dia útil fará diferença para a recuperação econômica e social do Estado, em busca da retomada da produtividade econômica”, afirma Fátima.

Neste ano, o feriado dos Mártires cairia em um sábado.

Fonte: Agora RN

10 de junho de 2020 - 7:17h

RN registra 28 mortes e 139 novos casos por coronavírus em 24 horas

O Rio Grande do Norte registrou 28 mortes nas últimas 24 horas pelo novo coronavírus e um aumento de 139 novos casos confirmados. Ao todo, o estado chegou aos 11.027 casos e tem 459 mortes desde o início da pandemia.

Os dados constam na edição desta terça-feira (9) do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). O documento também aponta que outras 103 mortes no estado estão em investigação para saber se foram em decorrência da Covid-19.

Na segunda-feira (8), o Rio Grande do Norte tinha 10.888 casos confirmados e 431 mortes pela doença.

De acordo com o boletim, o estado também possui outros 23.089 casos suspeitos de coronavírus e 19.574 descartados. O número de pacientes recuperados da Covid-19 no estado é de 1.906.

Situação do coronavírus no RN
459 mortes
11.027 casos confirmados
23.089 suspeitos
19.574 descartados
1.906 recuperados
Segundo a Sesap, os leitos de UTI estão 83% ocupados na rede pública e 63% na rede privada. Com relação aos leitos de internação semi-intensiva, as taxas de ocupação são de 85% nas unidades de saúde públicas e 100% nas privadas.

Fonte: G1 RN

10 de junho de 2020 - 7:10h

Portaria define multa de R$ 150 para pessoas que descumprirem decreto contra a Covid-19 e saírem na rua sem justificativa no RN

As pessoas que circularem nas ruas no Rio Grande do Norte, sem que seja para realizar atividades essenciais, podem ser multadas em R$ 150. O acendimento de fogueiras implica em multa de R$ 2 mil.

As duas punições dizem respeito ao descumprimento do mais recente decreto de enfrentamento ao novo coronavírus publicado pelo Governo do Estado na quinta-feira (4). A portaria que estipula os valores das multas saiu na edição deste sábado (6) do Diário Oficial, assinada pelos secretários de Saúde e de Segurança Pública.

A multa prevista para as pessoas que se enquadram no grupo de risco da Covid-19 que forem flagradas circulando na rua também é de R$ 150. A penalidade não é válida para quando, utilizando máscara, idosos e pacientes com comorbidades estejam realizando alguma das atividades consideradas essenciais listadas no decreto do dia 4 de junho, como fazer atividade física individual, ir ao supermercado ou farmácias. Isso também é válido para os demais cidadãos.

A portaria deste sábado (6) determinou ainda a multa de R$ 2 mil para quem realizar festejos juninos, além de R$ 1 mil para quem acender fogos de artifício.

Além disso, também está previsto o pagamento de multa para pessoas que entrarem ou permanecerem acompanhadas, independente de laço familiar, em supermercados ou outros estabelecimentos que estejam com funcionamento autorizado. Esta infração diz respeito especificamente ao decreto de 1º de abril.

Fonte: G1 RN

8 de junho de 2020 - 7:25h