Agricultores familiares da regional Currais Novos recebem hoje (19/02) as sementes do Governo do RN

Nesta quarta-feira (19), as sementes do Programa Bancos de Sementes da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca – SAPE, chegam aos agricultores familiares cadastrados na Regional Currais Novos (Acari, Bodó, Santana dos Matos, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Currais Novos, Florânia, Lagoa Nova, São Vicente e Tem Laurentino).

O evento acontecerá hoje, às 15h, na Sede da Associação dos Municípios da Micro Região do Seridó – AMSO.

A ação conta com o apoio operacional do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater, que é responsável pela entrega das sementes aos agricultores cadastrados.

Nesta primeira etapa de distribuição, já foram abastecidos os bancos das Regionais de Mossoró, Pau dos Ferros, Umarizal e Assú, totalizando 253,4 toneladas de sementes entregues, sendo: 71.080 Kg de feijão das variedades Riso do Ano e Potiguar; 113.180 kg de milho Potiguar e Cruzeta; e 69.220 kg de sorgo forrageiro.

Um investimento da ordem de R$ 3,4 milhões.

19 de fevereiro de 2020 - 13:44h

China autoriza importação de melão brasileiro após visita ao RN, diz Ministério da Agricultura

A Administração Geral de Aduana da China (GACC) – órgão responsável pela sanidade vegetal e animal -publicou comunicado nesta quinta-feira (22) que autoriza a importação de melão do Brasil, segundo informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Em novembro, o Brasil fechou acordo com a China para viabilizar a exportação de melão. O acordo é simbólico por se tratar do primeiro entendimento sobre frutas com o país asiático. Na ocasião, a Associação Brasileiras de Frutas (Abrafrutas) afirmou que o Rio Grande do Norte seria o estado mais beneficiado pela medida e estimou que o novo mercado possibilitaria a criação de 10 mil empregos localmente.

Segundo o Mapa, a China ainda irá publicar a lista de fazendas e estruturas de embalo para exportação certificadas para a venda ao mercado do país. Técnicos chineses inspecionaram fazendas produtoras de melão no Rio Grande do Norte e no Ceará, entre os dias 12 e 17 deste mês. O estado potiguar já é o maior exportador do país.

O objetivo da visita foi verificar as plantações nas áreas livres da mosca-da-fruta nos estados. Os técnicos foram acompanhados de representantes do Mapa e do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn).

A China é o maior mercado consumidor de melões no mundo – consome cerca de metade da produção mundial, o equivalente a 17 milhões de toneladas em 2017. A expectativa é de que, se o Brasil conquistar 1% do mercado chinês, o atual volume de exportações da fruta vai dobrar.

Em 2018, o Brasil exportou cerca de 200 mil toneladas de melão para diversos países, como Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai, Rússia e União Europeia. A safra brasileira coincide com a entressafra na China.

Fonte: G1 RN

24 de janeiro de 2020 - 8:49h