Ator da Globo acusado de pedofilia transferiu R$ 1 mil para vítima

Foto: TV Record/Reprodução

Para além de arquivos contendo imagens de pornografia infantil, a polícia encontrou na casa de José Dumont um comprovante de depósito feito à vítima original de abuso sexual que motivou a operação de busca e apreensão. A descoberta corrobora a linha de investigação da polícia, de que o ator se aproveitou da vulnerabilidade financeira do menino de 12 anos e sua família para beijá-lo na boca e fazer carícias em suas partes íntimas.

O ator de 72 anos foi preso em flagrante por policiais civis do Rio de Janeiro na última quinta-feira (18/9). Após a prisão, a Rede Globo se posicionou por meio de nota. Leia na íntegra:

“O ator José Dumont estava contratado como obra certa especificamente para a novela ‘Todas as Flores’, a ser exibida no Globoplay. Diante dos fatos noticiados, a Globo tomou a decisão de retirá-lo da novela. A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação”.

Metrópoles

19 de setembro de 2022 - 8:40h