Mais de 86% dos idosos acima de 70 anos estão totalmente vacinados

A cobertura vacinal contra a Covid-19 em idosos a partir de 70 anos de idade no Brasil está acima de 86%, segundo dados do Ministério da Saúde. Isso significa que 11,8 milhões de pessoas que eram extremamente vulneráveis à doença – o risco de morte e casos graves aumenta de acordo com a idade – já completaram o esquema de imunização com duas doses. A taxa porém, está abaixo da meta do governo federal de imunizar ao menos 90% das pessoas de todas as faixas etárias.

A maior cobertura – 88,75% – está na faixa de 75 a 79 anos; em seguida, estão as pessoas a partir de 80 anos de idade, com 88,27% e de 70 a 74 anos, com 86,92%. Em pessoas mais jovens, de 65 a 69 anos, a cobertura da aplicação da segunda dose está em 62,2% e em apenas 20,82% naqueles de 60 a 64 anos.

Uma razão para a discrepância tão expressiva no grupo dos 60 a 69 anos é que sua inclusão ocorreu mais recentemente, momento em que o Brasil começou a aplicar com mais intensidade as vacinas que necessitam de doze semanas de pausa entre as aplicações, caso da Pfizer e AstraZeneca. O outro antígeno em uso no país, a CoronaVac, deve ser aplicada com 28 dias de intervalo entre as duas etapas, o que causa maior proximidade entre os números de primeira e segunda dose.

6 de julho de 2021 - 11:10h