Média diária de novas mortes causadas pela covid sobe no RN

A média diária de mortes causadas pela Covid-19 voltou a crescer no Rio Grande do Norte a patamares semelhantes ao observado no primeiro pico da pandemia. Entre os dias 3 e 10 de dezembro, a média móvel chegou a 8 óbitos diários, o maior número desde a média dos dias 23 de agosto a 1º de setembro, quando a curva estava em queda. Mas a maior semelhança é com a segunda semana de maio: assim como o momento atual, o número de mortes crescia e chegou a 8 por dia no dia 12 daquele mês, segundo os dados compilados pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN).

Após período de queda no registro diário de novas mortes, Sesap volta a registrar aumento. No dia 10 de dezembro foram 10 mortes. Ao todo, a pandemia do novo coronavírus matou 2.873 pessoas no Rio Grande do Norte até esta segunda-feira (21). Pelo menos duas ocorreram nas 24 horas anteriores à divulgação da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN). Outras 455 mortes permanecem em investigação e podem alterar a curva atual registrada pela Secretaria. A maioria das vítimas fatais (71,4%) são pessoas idosas (acima dos 60 anos).

O crescimento das mortes acontece semanas após o aumento das infecções do novo coronavírus no Estado e das internações decorrentes das complicações geradas pela covid-19. É um fluxo percebido em todos os locais com novos picos: primeiro, os casos voltam a crescer, seguido das internações e, por último, as mortes aumentam. No país, a média móvel chegou a 765 mortes por dia neste domingo (20), aumento de 27% com relação a 14 dias atrás.

22 de dezembro de 2020 - 9:07h