Covid-19: 603 mil potiguares serão vacinados nas duas primeiras fases

O Rio Grande do Norte terá 603 mil pessoas imunizadas nas duas primeiras etapas de vacinação contra a Covid-19. O Plano Nacional de Imunização (PNI), com quatro fases de aplicação ao todo, foi definida nesta quarta-feira 16 pelo Ministério da Saúde. Apesar de o plano ter sido divulgado oficialmente, o governo federal ainda não fixou as datas das primeiras aplicações. A estimativa é de que os primeiros públicos-alvo comecem a receber a vacina de proteção contra o novo coronavírus a partir de fevereiro. Nesta quarta 16, ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, explicou que os dois laboratórios nacionais que participam do desenvolvimento de vacinas, Fiocruz e o Instituto Butantã, devem apresentar ainda em dezembro os dados finais de pesquisa de seus imunizantes e pedir o registro do produto na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A ideia é receber 2 milhões de doses da Pfizer no primeiro trimestre de 2021. Na 1ª fase, serão imunizados trabalhadores da saúde, população idosa com mais de 75 anos, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos ou instituições psiquiátricas e população indígena. Nesta primeira fase, serão imunizadas 29 milhões de pessoas em todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), serão vacinados 523 mil idosos. Além disso, outros 80 mil profissionais da saúde, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), também serão imunizados. Na 2ª fase do plano, entram pessoas de 60 a 74 anos. A 3ª prioriza pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, como as que têm doenças renais crônicas e cardiovasculares. Para esta etapa, serão 44 milhões de brasileiros. No âmbito potiguar, são mais de 300 mil pessoas. Segundo a pasta, a 4ª fase deve abranger professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e detentos. O Ministério da Saúde não informou quando o restante da população será vacinado

 A governadora Fátima Bezerra considerou positivo o fato da administração federal anunciar que vai adquirir todas as vacinas que tenham o respaldo técnico e científico da Anvisa e a edição de uma Medida Provisória para garantir recursos à logística de distribuição e armazenamento das vacinas. A governadora, entretanto, registrou a ausência de um calendário com o cronograma para a vacinação. Segundo ela, o governo estadual vai instalar centrais de distribuição em todas as regionais de saúde. Para isso, serão distribuídas câmaras frias, equipamentos de proteção individual.

17 de dezembro de 2020 - 9:05h