Pfizer diz que pode vacinar milhões de brasileiros até março de 2021

Em audiência no Congresso Nacional nesta terça-feira, o CEO da Pfizer Brasil, Carlos Murillo, disse que “alguns milhões de brasileiros” podem ser vacinados com o imunizante desenvolvido pela companhia e pelo laboratório alemão BioNTech até o fim do primeiro trimestre de 2021. Murillo disse, ainda, que os termos do acordo com o governo brasileiro, que ainda não foi selado, estão avançados e prevê a assinatura de um memorando com o Ministério da Saúde ainda nesta semana.

Segundo a pasta, cerca de 8,5 milhões de vacinas podem ser entregues até o primeiro trimestre, de um total de 70 milhões de doses em negociação. Murrilo disse que o fabricante pode auxiliar, com caixas de gelo seco, no armazenamento do imunizante a temperaturas baixíssimas, mas que a parte de distribuição do produto até os pontos de vacinação ainda precisam ser trabalhados com o governo federal.

Entrega da vacina nessas caixas até o centro de vacinação não é uma entrega no avião. Pontos de vacinação precisam ser acordados e trabalhados com os governos. Essa é a parte que ainda temos que trabalhar com o Ministério da Saúde.

9 de dezembro de 2020 - 9:18h