Vacina de Oxford contra Covid-19 tem eficácia média de 70%, diz laboratório

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca mostrou eficácia média de 70% conforme a dosagem, segundo resultados preliminares divulgados nesta segunda-feira (23). Comunicado da AstraZeneca afirma que a vacina foi 90% eficaz na prevenção à Covid-19 quando administrada em meia dose seguida de uma dose completa com intervalo de pelo menos um mês, de acordo com dados de ensaios em estágio final no Reino Unido e no Brasil.

Outro regime de dosagem mostrou 62% de eficácia quando administrado em duas doses completas com pelo menos um mês de intervalo. A análise combinada dos das duas formas de dosagem resulta em uma eficácia média de 70%, segundo a AstraZeneca.

O CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot, afirmou que uma dose menor na primeira aplicação da vacina significa que mais pessoas podem ser vacinadas mais rapidamente. “Poder vacinar mais pessoas mais rapidamente é realmente uma grande vantagem”.

A farmacêutica anunciou que terá 200 milhões de doses da sua candidata a vacina prontas até o fim do ano e 700 milhões de doses até o fim do primeiro trimestre de 2021 em todo o mundo, afirmou o chefe de operações da AstraZeneca, Pam Cheng. Para o Reino Unido, serão 20 milhões de doses neste ano e 70 milhões até o primeiro trimestre.

23 de novembro de 2020 - 8:15h