Taxa de reeleição de prefeitos é a maior em 12 anos

Abertas as urnas da eleição da pandemia, foi confirmada a previsão de que as características atípicas do pleito de 2020 favoreceriam prefeitos que disputavam a reeleição. Em todo o país, o percentual de prefeitos que conquistaram um segundo mandato este ano já é o maior desde 2008. Até o momento, 63% dos candidatos a prefeito que tentaram a reeleição obtiveram êxito no primeiro turno. Um número que ainda pode crescer, considerando os que ainda disputarão o segundo turno.

O cenário mostra uma transformação da fotografia política em quatro anos. Em 2016, o percentual de reeleição foi o menor da história, desde a possibilidade de reeleição. Na oportunidade, menos da metade dos prefeitos que concorreram novamente ao mesmo cargo foram bem sucedidos, de 47%.

O retrato eleitoral indica que discursos radicais de antipolítica, uma das principais marcas do pleito de 2018, não teve força relevante no país em 2020. O histerismo que embalou candidaturas bem-sucedidas há dois anos foi ofuscado agora – as mudanças no jogo partidário envolveram mais a reorganização de atores políticos tradicionais do que o surgimento de outsiders. Com os resultados de momento, o percentual de 2020 está abaixo apenas do pleito de 2008, quando 66% dos prefeitos conseguiram renovar o mandato.

17 de novembro de 2020 - 9:27h