Celulares pós-pagos superam os pré-pagos pela primeira vez no Brasil

O número de linhas pós-pagas superou pela primeira vez o de celulares pré-pagos no Brasil, segundo dados da série histórica da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), iniciada em fevereiro de 2005. Em setembro de 2020, a agência registrou 114,7 milhões de celulares pós-pagos, uma vantagem de pouco mais de 1 milhão em relação às linhas pré-pagas, que chegaram a 113,5 milhões.

A mudança de posições era esperada: desde junho de 2015 o acesso pré-pago vem caindo. Naquele mês, 211,4 milhões dos chips eram pré-pagos, e somente 71 milhões eram pós-pagos. A agência disse ainda que em setembro de 2020, havia, no Brasil, 228,3 milhões de linhas móveis. Isso representa densidade de 94,8 celulares a cada 100 habitantes.

6 de novembro de 2020 - 9:03h