Municípios do RN voltam a registrar aumento de casos de Covid-19

Os gráficos do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS-UFRN) mostram que o Rio Grande do Norte vinha em ritmo de queda nos casos de Covid-19. A partir da segunda semana de setembro, os números não caíram mais. Subiram e entraram em estabilidade.

Em setembro, Natal tinha uma média de 30 novos casos por dia. No dia 15 de outubro, o registro no número de casos foi de 217. Em Parnamirim, fazendo o mesmo comparativo, a quantidade de casos diários em setembro era de 10 a 12. Em outubro, saltou para 46. Em Ipueira, na região Seridó, foram registrados quatro casos de Covid-19 no dia 13 deste mês, depois de a cidade passar 30 dias sem nenhum novo infectado.

O aumento ficou ainda mais perceptível após o último fim de semana. O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública na segunda-feira (19) mostrou a confirmação de mais de 1 mil casos. Não foram todos confirmados de domingo para segunda; alguns podem ter sido apenas adicionados ao sistema durante o fim de semana, mas, ainda assim, são indicativos de que há alguns dias os casos vêm surgindo com maior intensidade.

Em números absolutos, Governador Dix-Sept Rosado ficou em terceiro lugar entre os que tiveram maior variação positiva de casos observando os três últimos meses. Ficou atrás apenas de Natal e Parnamirim. Coincidência ou não, Governador foi uma das cidades com registro de aglomeração em carreata política.

Outros municípios que cresceram foram Pau dos Ferros, Mossoró, Macaíba, Nísia Floresta, Nova Cruz, São Gonçalo do Amarante e Santa Cruz.

Caicó, município que proibiu as aglomerações política, foi o que apresentou maior queda nos números e continua registrando desaceleração na quantidade de novos infectados pela Covid-19. O número de casos registrados entre setembro e outubro é inferior ao registrado entre agosto e setembro. Era de 853 e caiu para 567.

21 de outubro de 2020 - 8:18h