Ipern abre vagas para bolsas de pesquisa com remuneração de R$ 2,4 mil

O Governo do Rio Grande do Norte publicou na edição do último sábado, 18, do Diário Oficial da União (DOU), edital para seleção de 30 bolsas de pesquisas e inovação em oito áreas de conhecimento. A remuneração por bolsa é de R$ 2,4 mil mensais por 30h semanais de jornada de trabalho.

As inscrições serão abertas do dia 10 de fevereiro e seguem até o dia 21 do mesmo mês.

As vagão são para Direito (10 vagas), Administração (5 vagas), Ciências Contábeis (4 vagas), Ciências Atuariais (2 vagas), Psicologia (1 vaga), Tecnologia da Informação e áreas correlatas (4 vagas), Serviço Social (3 vagas) e Biblioteconomia (1 vaga).

O edital foi lançado pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Rio Grande do Norte (Ipern) em Acordo de Cooperação Técnica com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN).

De acordo com a publicação do DOU, a pesquisa terá que ter como tema: “Evolução do Perfil Sociodemográfico dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio Grande do Norte e as Alterações Legais no Sistema Previdenciário”.

Para inscrever-se, o candidato deve enviar o formulário de inscrição juntamente com a documentações solicitadas (saiba quais no fim da matéria) para o e-mail bolsasdepesquisaipern@gmail.com.

Prazo para Inscrição

As inscrições, seja pelo meio eletrônico, seja presencialmente, serão realizadas no período de 10 a 21 de fevereiro de 2020, das 8h às 14h. Sob nenhuma hipótese serão aceitas inscrições após o prazo estabelecido neste item.

Documentação Obrigatória

a) Curriculum Lattes completo com toda a documentação comprobatória;

b) Cópia do RG, CPF, Certificado de Reservista (para o sexo masculino);

c) Certidão negativa de débitos com o governo do estado (disponível em http://www.set.rn.gov.br);

d) Cópia do diploma de graduação ou outro documento comprobatório.

e) Projeto de pesquisa e inovação relacionado ao tema “Evolução do Perfil Sociodemográfico dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio Grande do Norte e as Alterações Legais no Sistema Previdenciário” e à ação do respectivo perfil contido no Anexo 01 contendo, em no máximo 10 páginas, título, introdução, fundamentação teórica, objetivos, metodologia, cronograma de execução, resultados esperados e referências e formatado nas normas da ABNT.

Fonte: Agora RN

21 de janeiro de 2020 - 13:10h