Gugu teve fratura na têmpora e hemorragia se espalhou para o cérebro

Gugu morreu devido a uma fratura do lado direito da cabeça, que causou uma hemorragia que se espalhou para o cérebro. A fratura foi ocasionada por uma queda de quatro metros dentro de casa na quarta-feira (20).

O Fantástico explicou o acidente e falou com um neurocirurgião. Entenda o acidente no vídeo acima e nas imagens abaixo.

Gugu tinha chegado na quarta-feira à sua casa num condomínio em Windermere, muito próximo a Orlando, no estado da Flórida. A casa tem quase 700 metros quadrados, dois andares e um pé direito muito alto.

Gugu estava com o filho João Augusto, de 18 anos, as filhas gêmeas, Marina e Sophia, de 15 anos, e com a companheira dele Rose Miriam di Matteo.

De acordo com a nota oficial da assessoria de imprensa do apresentador, ele tinha entrado no forro da casa para fazer algum reparo no ar condicionado.

O piso do forro é de gesso e não suporta o peso de uma pessoa.

Guilherme Lipsky explica porque não era viável uma intervenção cirúrgica:

“É uma situação extremamente grave, então, a maioria dos protocolos de atendimento de trauma internacionais dizem: não investir. Porque se você investe e faz medidas, vamos dizer, ‘heroicas’ você acaba acarretando um sofrimento muito grande para o paciente. A chance de morrer é alta e se não morre há uma chance muito grande de entrar em estado vegetativo persistente. “

No hospital foi constatada detectado um nível 3 na escala Glasgow. Essa escala mede a atividade cerebral e vai até 15. Isso quer dizer que a atividade cerebral de Gugu já era baixíssima quando ele chegou ao local.

Fonte: G1

25 de novembro de 2019 - 8:57h