Nota de Repúdio – (COMDIM)

Raienne Dantas Assunção.
Currais Novos, 19 de Julho de 2019, 4 meses e 17 dias do feminicídio de Zaira Cruz.
O Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Currais Novos vem a público repudiar o crime bárbaro provocado pelo já identificado assassino Ivan Pereira David.
Véspera do mês de aniversário dos 13 anos da Lei Maria da Penha (Lei 11340/2006), há muito para se lutar. Raienne, 33 anos, mãe, foi mais uma vítima do machismo estrutural. Vizinhos comentam que já ouviram agressões físicas em outros momentos, precisamos quebrar a premissa que em briga de marido não se mete a colher. É preciso meter a colher sim e acabar com as tristes estatísticas que apontam que o Brasil é o quinto país do mundo mais violento contra as mulheres. A cada 2 segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil. A cada 22.5 segundos, uma mulher é vítima de espancamento ou tentativa de estrangulamento no Brasil. A cada 2 horas, uma mulher é assassinada no Brasil.

Não deixemos que calem nossa voz, que tirem as nossas vidas. Somos todas Raiennes, Zairas, Fernandas, Marias da Penha, e tantas outras que perderam suas vidas para o machismo. Não seremos livres enquanto uma mulher for prisioneira.

POR NENHUMA A MENOS e para fortalecer as políticas públicas para as mulheres Currais-novenses somos o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres e reafirmamos em alto e bom som: A VIDA DAS MULHERES IMPORTA.
PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES!

19 de julho de 2019 - 20:44h